Aula de Prevencao e Tto Env Poa[1]

Published on December 2016 | Categories: Documents | Downloads: 32 | Comments: 0 | Views: 190
of 312
Download PDF   Embed   Report

Comments

Content

Módulo 1 - curso de biofísica
• • • • • • Dr. Marco Rogério Marcondes médico CRM - 10.569 - Pr. Medicina Biológica. Tel – 44-3031-3114 E-mail [email protected]

Principios Herméticos
• 1ª) Lei da Inteligência: Tendo o universo é uma inteligência, desde um simples átomo a uma complexa vida celular. É uma consciência global. “a existência é uma consciência”

Principios Herméticos
• 2ª) Lei da projeção: tudo que esta para além do espaço e tempo, sendo tudo que existe se projeta no mundo físico para que possamos experimenta-lo

Principios Herméticos
• 3ª) Lei da experiência: Só conseguimos compreender os fatos quando temos algo contrario para experimentar. • Só somos o que não somos

Principios Herméticos
• 4ª) Lei da vibração: Todas as coisas oscilam e vibram com sua freqüência própria. A freqüência de sua vibração é que dá a suposta identidade que podemos experimentar. Nada está em repouso. Das galáxias às partículas sub-atômicas, tudo é movimento.

Principios Herméticos
• 5ª) Lei da Polaridade: Tudo é dual. Os opostos são apenas extremos da mesma coisa. Energia negativa (-) é tão "boa" ou "má" quanto energia positiva (+).

Principios Herméticos
• 6ª) Lei do cilco : Tudo tem um ciclo, com inicio meio e fim. Determinados pela termodinâmica. Os opostos se movem em círculos. As coisas recuam e avançam, descem e sobem, entram e saem. A lei do ciclo nos assegura que ao final de cada ciclo tudo recomeça.

Principios Herméticos
• 7ª) Lei do todo: A existência é um todo unificado, interconectado e interligado. O Tudo tem componentes masculinos e femininos, causa e efeito.

Do que é formada a matéria?
A matéria é formada por moléculas. As moléculas são formadas de átomos. Os gregos deram o nome de átomos que quer dizer impossível de se dividir. Os átomos são formados por partículas chamadas de Prótons, Nêutrons e Elétrons.

Do que é formada a matéria?
A matéria é resultado de flutuações do vácuo quântico. A teoria de que a matéria não tem fundações tão firmes quanto sugerem termos como "concreto" e "sólido" não é tão nova. Mas agora os cientistas conseguiram demonstrar que a matéria se origina de meras flutuações do vácuo quântico, de vibrações rítmicas.

Do que é formada a matéria?
• Modelo Padrão da Física • Uma equipe internacional de físicos demonstrou de forma conclusiva que o Modelo Padrão da física das partículas - a teoria que descreve as interações fundamentais das partículas elementares para formar toda a matéria visível no universo - explica com precisão a massa dos prótons e dos nêutrons.

Do que é formada a matéria?
• Já que 99% da massa do universo visível é formado por prótons e nêutrons. "Esses dois tipos de partículas são muito mais pesados do que os quarks e glúons que as constituem, e o Modelo Padrão da física deve explicar essa diferença."

Do que é formada a matéria?
A diferença entre Prótons e Nêutrons é que os Prótons são carregados energeticamente positivos e os Nêutrons são .... neutros. Também se distingue por serem constituídos por Quarks de “cores” e “sabores” diferentes. Up, Down, Charm, Strange, Botton e Top. Os Up e Down formam os Prótons e Nêutrons que cria a força forte do núcleo do átomo por atração eletromagnética. Por sua vez, esta força que em suma é positiva atraem uma força negativa... os Elétrons. carregados eletricamente negativos, formando o átomo que é neutro. Há uma atração magnética entre os átomos formando moléculas.

Do que é formada a matéria?
Entre as sub-partículas atômicas. As mais infinitamente pequenas, por enquanto, são os quarks, ligados por Glúons e Múons que se uniram para formar Prótons e Nêutrons, quando o universo tinha a idade de 1 centésimo de milésimo de segundo. O Próton não é exatamente uma partícula elementar em forma de ponto. É um corpo constituído por 3 quarks, assim como o Nêutron. Ali dentro, os Quarks ficam numa dança alucinada pulando em 10 trilhões de lugares por segundo.

Do que é formada a matéria?
• O que faz com que a matéria seja matéria? • Cada próton e cada nêutron é formado por três quarks. Ocorre que esses três quarks juntos respondem apenas por 1% da massa de todo os prótons ou nêutrons. A explicação conclusiva que faltava era: Então, o que responde pelo restante da massa dessas partículas? Em outras palavras, "O que faz com que a matéria seja matéria?"

Do que é formada a matéria?
• Os núcleos atômicos formam quase todo o peso do mundo, e como esses núcleos são compostos de partículas chamadas quarks e glúons, "os físicos acreditam há muito tempo que a massa do núcleo atômico tem sua origem na complicada forma com que os glúons se ligam aos quarks, conforme as leis da cromodinâmica quântica (QCD Quantum ChromoDynamics)."

Do que é formada a matéria?
• Partículas virtuais • Os glúons são uma espécie de "partículas virtuais," que surgem e desaparecem de forma aleatória. O campo magneto-elétrico formado por essas partículas virtuais seria responsável pela força que une os quarks - a chamada força nuclear forte.

Do que é formada a matéria?
• Ocorre que, como o número de influência mútua, sejam reais e também virtuais entre quarks e glúons é estimada na casa dos trilhões, é incrivelmente difícil, ou até mesmo impossível, usar as equações da QCD (cromodinâmica quântica) para calcular a força nuclear forte.

Do que é formada a matéria?
• Os pesquisadores então criaram uma nova técnica, batizada por eles de Rede QCD, na qual o espaço é representando na forma de uma rede discreta de pontos, como os pixels de uma tela de computador. Este modelo permitiu que os cientistas incorporassem toda a física necessária e deu a eles o controle das aproximações numéricas e da taxa de erros nos cálculos da massa dos hádrons - prótons, nêutrons e píons.

Do que é formada a matéria?
• Segundo o Dr. Kronfeld, os cálculos revelaram que, "mesmo se a massa dos quarks for eliminada, o massa do núcleo não varia muito, um fenômeno algumas vezes chamado de 'massa sem massa'."

Do que é formada a matéria?
• Toda a matéria do universo é virtual • A forma como a natureza cria a massa dos quarks é um dos assuntos de maior interesse dos físicos que irão trabalhar no Grande Colisor de Hádrons, o LHC,, que começou funcionar em 2008

Do que é formada a matéria?
• O LHC vai tentar confirmar experimentalmente a existência do chamado campo de Higgs, que explica a massa dos quarks individuais, dos elétrons e de algumas outras partículas. Ocorre que o campo de Higgs também cria a massa a partir das flutuações do vácuo quântico.

Do que é formada a matéria?
• Ou seja, com a atual confirmação de que a massa dos glúons e quarks-antiquarks tem sua origem na flutuação do vácuo quântico, se o LHC confirmar a existência do campo de Higgs, então a conclusão inevitável será de que toda a matéria do universo é virtual, originando-se de meras flutuações de energia.

Do que é formada a matéria?
• Neste aspecto peculiar de pesquisa, tudo está apontando que a existência seja apenas vibrações do vácuo quântico que cria frequencias e são estas frequências que sentimos a realidade. Podemos explicar que são cordas que vibram, mas não cordas materiais, são apenas vibracões. • O universo que é criado e onde os acontecimentos fluem está no aparelho mental.

Do que é formada a matéria?
• Onde fica a memória? • No hipocampo? Nas células nervosas, no cérebro? • Baseado na afirmação que todos os átomos do corpo são trocados a cada 3 meses. Nossas células do cérebro são renovadas a cada 3 meses. Mas nossa memória continua.

Do que é formada a matéria?
• Dizemos que a memória fica no cérebro, porque algumas doenças cerebrais, deixam os pacientes com alterações ou até mesmo sem memória, também a degeneração cerebral compromete a memória. • Mas o cérebro não armazena a memória, tampouco cria pensamentos.

Do que é formada a matéria?
• Os pensamentos já existem em um estado de latência (além do espaço e do tempo). • A memória é parte desta singularidade. • O cérebro é um processador. Acredito que cada um de nós tem uma frequencia específica que acessa esta singularidade. Lógico, se o processador ficar danificado o acesso ficará comprometido.

As forças que regem o universo
A força forte – unem os prótons e nêutrons no núcleo dos átomos, mantém os quarks unidos dentro dos prótons, que são colados por glúons e múons sendo a força forte a maior da natureza. Alcance – o núcleo dos átomos. A força fraca. Responsável pelo decaimento de algumas partículas instáveis. Cria a radioatividade, controla o declínio de quarks pesados em leves.

As forças que regem o universo
A força eletromagnética – responsável pela arranjo atômico em eletrosfera e núcleo. Domina a repulsão e atração entre as cargas elétricas. É a luz e radiações de ondas compridas como as do rádio até microondas, rx e raios gama. Força da gravidade – força de atração entre partículas de matéria. É a fraca no mundo subatômico, mas parece a dominante em escala cósmica

As forças que regem o universo
• • • • A força forte = 1 A força eletromagnética = 1/137 da força forte. A força fraca = 1/1.000.000 da força forte. A força da gravidade = 6x10 ³³ da força eletromagnética. 1/0,000.000.000.000.000.000.000.000.000.000.001 • Então a gravidade diante da força magnética parece um sopro débil de um moribundo para se defender da explosão de uma estrela.

As forças que regem o universo
• gravidade Vs magnetismo. • Peso da terra é de 6 586 242 500 000 000 000 000 toneladas é o peso da Terra. Isto é: seis sextilhões, 586 quintilhões, 242 quatrilhões e 500 trilhões de toneladas. Seu volume é de 1 083 319 780 000 quilômetros cúbicos.

As forças que regem o universo
O eletromagnetismo, por exemplo, se encontra tanto na propagação da luz, quanto na engenharia fundamental da matéria. • Ninguém consegue saber o limite da parte ondulatória com a parte material. Não há limite onde termina um e começa outro. • A força que mantém os elétrons em suas órbitas, aparecendo e desaparecendo em torno de partículas nucleares formando átomos, é de natureza eletromagnética.

As forças que regem o universo
É também a força eletromagnética que une átomos para formar moléculas. Como os une? Quais critérios usados para formar tais uniões? Une o que com o que? Ao acaso seria 1/20²³ as chances de formar moléculas. como deu certo? E continua ainda unindo para formar diamantes, ouro, água, pedras, folhas e você. Tudo que é concreto, de pensamentos à galáxias, de canetas à paredes, de panelas à sonhos... Todo tecido universal é armado e montado na alma do eletromagnetismo.

Do que é formada a matéria?
As diferenças são graças a natureza dos Bósons e Férmions. Bósons (nome dado em homenagem a Jagadis Chandra Bose – físico indiano) de spin inteiro – são emissores vetoriais (mensageiros, informações) de energia e força, como fótons e carregam eletromagnetismo. O chamado Bóson de Higgs (nome dado em homenagem a Peter Higgs – físico inglês). É uma sub partícula mensageira que ao esfriar o universo primordial, tinha a informação de como iniciar a confecção da matéria como a conhecemos hoje.

Do que é formada a matéria?
Como o Bóson de Higgs tinha esta informação? Como se fosse um código genético do universo. Um ser unicelular ao se dividir ou bipartir dá origem a 2 seres iguais, nos seres pluricelulares uma única célula se divide e carrega nela própria as mensagens para fazer múltiplos (entenda que são todos os possíveis) órgãos. O Bóson de Higgs carrega a informação de como fazer todo o universo, sem ter nada material para tal propósito. A parte material foi formada do nada. Como se o desejo de formar fosse criando os materiais necessários para sua construção.

Do que é formada a matéria?
Comparado com a biologia e a teoria de Darwin, o universo, a partir de então foi se adaptando as condições que se criavam. Nem sei se criava e se adaptava, ou se adaptava e criava.... Veja que até aqui o universo existe mas não sabemos como conseguimos perceber a sua existência.

Do que é formada a matéria?
Com a teoria das supercordas

Do que é formada a matéria?
Ser e existir parece o mesmo. Mas tudo é! Como percebemos o universo então? Seria graças aos Férmions - (nome dado em homenagem a Enrico Fermi – físico italiano) de spin fracionado (½ ) são as manifestações da matéria, graças a eles a matéria dá seu “ar da graça” e passa a ser percebida, isso inclui prótons e nêutrons. Já que os elétrons são considerados Léptons. Os Fermions se mostram como se fosse um óculos especial, uma lente que, a partir de então conseguimos ver uma certa ordem no imenso caos quântico onde tudo existe e que sempre existiu.

Do que é formada a matéria?
Os glúons que “colam” os prótons nos nêutrons são bósons vetoriais intermediários. O raio laser é um coloidal de bósons, no caso fótons coerentes. A gravitação e o magnetismo têm alcance infinito, pois os bósons que transmitem estas 2 forças (o gráviton e o fóton) tem massa zero(?). Glúons são bósons, não tem massa, mas aumenta sua força quando os quarks se separam. (é por isso que a matéria é estável).

Do que é formada a matéria?
Os prótons e nêutrons são formados por um trio de quarks, quando se separam, os glúons, com força vetorial (bósons) de natureza centrípeta, joga um contra o outro novamente.
76,5% do universo é formado por hidrogênio. 21,5% de hélio 2% todo o resto da matéria- de lítio a urânio.

Do que é formada a matéria?
Os elementos do universo se formaram durante os primeiros 20 minutos após o Big Bang, os nêutrons e prótons cozidos pelo calor inicial de 10 bilhões de graus até os 3 segundos. A poeira cósmica foi se criando inundada por átomos de hidrogênio, que se aglutinavam em regiões distintas e uma parte deles se atraiam por ação gravitacional. Aumentava a pressão e a temperatura. Quanto mais massivo mais campo gravitacional e mais calor. Assim nasce uma estrela.

Do que é formada a matéria?
O hidrogênio e o hélio foram espremidos até se aquecerem quando chegou a 10 milhões de graus foram cozidos neste calor. Neste forno estelar, o cozimento do hidrogênio em diferentes pontos (temperaturas de 100 bi a 1 tri º C), produz as qualidades distintas de átomos. Dos óculos aos tênis, da moldura do quadro ao aço da viga do prédio, tudo são pedaços de estrelas forjados na fornalha da fusão nuclear.

Do que é formada a matéria?
Dentro de um átomo o frenesi quântico, aprisionado pela força forte do núcleo, atraídos pelos glúons, onde os prótons e nêutrons dançam como alucinados sem jamais conhecerem um único segundo de descanso. Assim como não ouvimos o ultrassom da comunicação entre morcegos, ou o infrassom dos apitos para chamar cães. Nossos sentidos não percebe a desvairada energia do átomo.

Do que é formada a matéria?
Prótons nêutrons e elétrons, reunidos pela atração dos glúons e do eletromagnetismo, fazem desde gravatas a naves espaciais. Dos 109 elementos químicos conhecidos, catalogados pelo russo Dmitri Mendeleïv, a natureza só fez 92. sendo que de hidrogênio à ferro podem ser cozidos nas fornalhas das estrelas. De ferro a urânio só se consegue no momento da explosão desta estrela. Com pressões inimagináveis. Os outros 17 (do 93 ao 109) são produzidos em laboratórios e são instáveis.

Do que é formada a matéria?
O elétron: é uma esfera de 1 milionésimo de bilionésimo de milímetro, podemos captar seus rastros, porém não o elétron em si. Têm um tempo interior contrário do nosso, como a saída do buraco branco. Aparece de desaparece 6 sextilhões de vezes a cada segundo na eletrosfera dos átomos, dentro dele a temperatura oscila de 100 bilhões até 1 trilhão de graus celsius. A mesma temperatura encontrada nas estrelas gigantes e massivas.

Do que é formada a matéria?
O tempo de duração de um elétron é praticamente infinito. Ele possui espaço com dimensões e tempo próprios diferentes dos nossos. Assim como um ultramicroscópico universo fechado, o elétron nunca perde sua energia e aumenta seu acervo informativo. Enquanto caminha pelo espaço-tempo. Nunca se capturou um elétron em qualquer ponto do universo. Nem nunca ninguém conseguiu fragmentálo. Ele não é um objeto tal como concebemos objetos materiais. O elétron só é percebido como um ato matemático.

Do que é formada a matéria?
Na escala do infinitamente pequeno do universo quântico o que encontramos é pura abstração. O átomo é quase completamente vazio. 99,99999% é vácuo. átomo é imaterial. Se todos os átomos do nosso corpo perdessem o vácuo e ficasse só a matéria, ficaríamos tão pequenos que só com poderoso microscópio poderíamos ver-nos. • Mas estes prótons, nêutrons e elétrons não são entidades materiais e sim entidades energéticas. • O átomo é formado de energia e não de matéria.

Do que é formada a matéria?
Enfim toda a estrutura material do universo é feita a partir desse jogo de eletromagnetismo que atraem partícula por partícula. Os quarks: Charm, Strange, Botton e Top, não sobreviveram as primeiras frações do tempo quando o universo foi formado. Mas foram conhecidos por aceleradores de partículas. O último conhecido foi o Top em 1995.

Do que é formada a matéria?
Toda matéria do universo é feita na fornalha das estrelas. Na fusão nuclear de hidrogênio se transformando em hélio, de hélio ao lítio, depois, carbono, oxigênio e até o ferro, de ferro em diante só pode se formar nas explosões de estrelas massivas (as super-novas) que além da compressão no momento da explosão há o espalhamento destas novas matérias para o espaço. Que será aglutinada pela gravidade e formará novos sois, planetas, satélites e toda matéria celeste.

Do que é formada a matéria?
Então os ingredientes da receita para fazer um universo como o nosso são simples 76,5% de hidrogênio, 21,5% de hélio e 2% de todas os outros elementos de lítio a urânio. Aquecer em um forno de 100 bilhões a 1 trilhão de graus celsius. Sovatar com uma compressão brutal até os núcleos dos átomos se fundirem. ps- necessita de um pensamento criativo para este fim!!!

Do que é formada a matéria?
A lei da vibração diz que tudo no universo está em constante estado de vibração. Tudo, se o gás sólido, líquido ou é feito de energia e todas as formas de energia estão em constante movimento e vibração. Uma pedra, uma pessoa ou um carro pode parecer estar ainda, mas eles estão de fato vibrando no nível sub-atómico. Outras formas de energia como calor, luz e som também estão vibrando, mas a um ritmo muito mais rápido do que objetos que parecem ser sólidos.

Do que é formada a matéria?
sons emanam vibrações, imagine as cordas de uma guitarra de vibração, a espessura diferente e a tensão da corda dá os diferentes sons. Como vimos, todas as coisas vibram e percebemos como objetos sólidos, mas dentro da lei da vibração, as vibrações podem aumentar até o ponto onde eles se tornam tão altas que são inaudíveis para o ouvido humano.

Do que é formada a matéria?
O mesmo princípio se aplica também à nossa capacidade de ver cores. Nós só podemos ver as cores dentro do espectro do arco-íris. No entanto, existem outras cores como o ultra-violeta que existem, mas estão vibrando numa frequência tão alta que não são capazes de vêlos. O mesmo se passa com o infravermelho, mas aqui são de uma freqüência abaixo do observável. Perceba que o aparelho auditivo tem uma capacidade e ela pode ser ultrapassada, então o aparelho auditivo só dá a sensação de ouvir e a audição é uma ilusão.

Do que é formada a matéria?
A lei de vibração está em vigor em todo o universo e no universo não há duas coisas exatamente iguais. Isto é devido ao fato de que tudo está vibrando em um ritmo diferente. Considerando os princípios da lei da atração, podemos compreender como as vibrações são atraídos para outras vibrações de uma frequência idêntica. Seus pensamentos são uma forma de energia com a sua frequência própria e como seus pensamentos são enviadas

Do que é formada a matéria?
para o universo se reúnem energia de vibração na freqüência idênticas e vão trazer a você as circunstâncias e as pessoas que residem na mesma faixa de freqüência. Quanto maior a vibração, mais positiva atração e os acontecimentos e as pessoas que você atrai e da mesma forma, quanto menor a vibração mais negativa será a pessoas e eventos que atraem.

Do que é formada a matéria?
Isto significa que é importante para aumentar a sua taxa de vibração do núcleo e, por sua vez os pensamentos que você enviar vai ser de uma vibração mais elevada. Ao compreender a lei da vibração que você pode usá-lo para seu proveito.

O micro mundo Quântico
• Se desejássemos nos empenhar em explorar o micro mundo quântico na ordem de grandeza de Plank, em um fragmento do espaço – tempo, isto significa explorarmos as menores frações do tempo e as menores frações do espaço. Se cortássemos um segundo pelo meio conservando uma metade e descartando a outra, e repetisse 150 vezes, atingiríamos a menor fração do tempo.

O micro mundo Quântico
• Abordar sobre o tempo e o espaço sempre me fascinou. Pense bem, quando você leu a primeira letra desta página, um feixe de luz reemitida da folha contendo a letra foi identificada pela sua retina que decodificou frequências de luz em sinais químicos, que viajou pelo nervo ótico e foi até o córtex occiptal do cérebro onde foi novamente descodificado em frequências que o cérebro reconheceu e assim fez uma imagem da letra.

O micro mundo Quântico
• Tudo de uma maneira virtual. Como em um aparelho de fax, quando colocamos um papel nestes aparelhos, que contenha um texto escrito e assinado, por exemplo. O aparelho emissor lê os sinais gráficos, codifica-os em frequências e as envia na velocidade da luz, através de ondas, chega ao seu destino, um outro aparelho de fax que decodifica frequências em sinais gráficos. Parece para nós, que as letras e até a assinatura viajaram de um aparelho à outro, mas foram frequências que navegaram.

O micro mundo Quântico
• Quando falamos ao telefone com uma pessoa distante, ao atendermos o chamado do toque que avisa que alguém está nos chamando, se a pessoa é conhecida a reconhecemos imediatamente. Parece que a voz dela viajou de onde ela estava até nós, mas a voz não viaja. O que viaja são frequências. O aparelho da pessoa codifica a voz com seu timbre, emite frequências idênticas, que viaja a velocidade da luz, através de ondas, chega ao seu destino, o nosso aparelho, que decodifica frequências em voz novamente. Tudo ilusão.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• Voltamos a falar do espaço tempo de Plank. Esta porção diminuta do tempo está contido numa diminutíssima fração 1x10 ³² do segundo. Que se denomina Crônon. • Milissegundos – 1x10 ³ • Microssegundos 1 x 10 6 • Aquela letra no inicio da página sobre este assunto, viajou e foi interpretada em 20 picossegundos 1x 10 ¹² segundo. para ir do olho para o fundo do cérebro demora 5 a 6 femtosegundos 1x10 15 segundo.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• Um femtosegundo está para o segundo, assim como o segundo está para 32 mihões de anos. Há mais femtosegundos em 1 único segundo que horas desde o início dos tempos que supostamente se estreiou há 14,7 bilhões de anos. • Um cronon 1x10 ³² segundo. Esta é a medida de tempo do aparecimento e desaparecimento dos elétrons nos orbitais atômicos. Esta é a menor fração do tempo possível de ser dividida. Se a quantidade de cronons em 1 segundo comparado a 1 dia, teríamos mais dias que somando 1 milhão de vezes os dias que já decorreram em nosso universo. Ou o tempo em dias de 1 milhão de universos iguais ao nosso.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• Se cortássemos um centímetro pelo meio conservando uma metade e descartando a outra, e repetisse 110 vezes, atingiríamos a menor fração do espaço. Se conseguíssemos juntar um pedacinho desses tredecicilhões de pedaços do espaço, teríamos o chamado espaço de Plank 1x10 ³² centímetro. Poderemos chamá-lo de métron

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• Agora todo universo está comparado a uma diminutíssima porção do espaço curvo em um decilhonésimo de decilhonésimo do centímetro. Isso é tão pequeno que no espaço de 1 único milímetro (que é 1000 vezes menor que o metro) contém tantos métrons que o número total de estrelas em 1 milhão de universos não seria capaz de iguala-lo.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• Este mundo é tão pequeno e poderoso. Apesar de ser feito de nada. • Lembrar o tamanho do átomo e de suas partículas. 1 elétron está distante do outro 600 km se fosse do nosso tamanho. • Poder: - se tirarmos o vácuo de 1 único átomo de hidrogênio. Isso dá + ou – 10²³ cm²/ ton. que somados a energia latente deste vácuo dá 1 trilhão de vezes a energia de todas as estrelas e planetas existentes em 20 bilhões de anos luz de raio.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• Se a consciência permite controlar tudo isso. • Mesmo se fosse só uma pequena fração, criar um Big Bang com o desejo.... é fácil

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• Esta grandeza de tempo e espaço ainda tem uma peculiaridade, minis buracos negros de entrada e minis buracos brancos de saída. Entre eles os chamados buracos de minhocas.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• Minis buracos negros: são estruturas que a força gravitacional “suga” até mesmo a luz (por isto é chamado de negro). O seu equivalente contrário não poderia ter outro nome: buraco branco. Onde experimentos matemáticos supõe que, se algo entrar no buraco negro, sai dele imediatamente pelo buraco branco, porém em dimensões temporais e espaciais diferentes. Entre eles um enorme espaço, percorrido imediatamente, passando pelos caminhos de minhocas. Esta estrutura é denominada: Espuma Quântica.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• As sub partículas, nesta ordem de tamanho. Comportamse como se nascessem e morressem a cada instante. Ao surgirem, comportam-se como se estivessem nascendo (como se nunca houvesse existido) e ao desaparecerem, comportam-se como se estivessem mortas (não conseguimos mais perceber sua existência, novamente com a sensação de que nunca houvesse existido) • Conclusão: a vida e a morte é uma questão somente de percepção!

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

será possível viver melhor, quando entendermos que cada momento encerra nele o seu próprio fim. Cada momento é o fim de tudo existia até este momento, e o começo de uma novo momento que começa. A sequência dos momentos se sucedem como escolhemos perceber.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• A maneira de experimentar mais a vida é provar mais a morte!! • Viva cada momento de sua vida como uma morte, pois é isso que a vida se torna quando entendemos a morte simplesmente como o fim de uma experiência e o começo de outra. Se realizarmos um pequeno funeral para cada instante, sepultando todas as coisas do passado, poderemos ficar livres para experimentamos e lembramos um fragmento da singularidade.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• • • • • • • • Imaginem agora do que é formado vidro. De areia! De que é formado areia? De moléculas de silício. De que são formadas as moléculas de silício? De átomos de silício. De que são formados os átomos? De minúsculas sub partículas atômicas, que as mais conhecidas são prótons, neutrons e elétrons.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• No nível da realidade quântica, a informação está embebida em energia, no nível quântico tudo é indivisível. • Não há separação entre mim e vocês, porque somos todos parte de um vasto universo de informação e energia.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• Aquele grão de areia, formado por bilhões de átomos de silício. Estes átomos têm um núcleo de prótons e nêutrons que aparecem e desaparecem em 10 trilhões de lugares a cada segundo. e uma nuvem de elétrons aparecendo e desaparecendo ao redor deste núcleo 6 sextilhões de vezes em 1 segundo.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• Em 1 grão de areia tem tantos átomos que se você resolver contá-los a uma velocidade de 1 bilhão de átomos por segundo (que é impossível), sem descanso....levaria 5000 anos para terminar. • O diâmetro de um átomo é 200.000 x maior que seu núcleo. Então o que tem de recheio no átomo... Nada! • Se todos os átomos de um homem como eu perdesse o vazio. Só conseguiria vê-lo com um poderoso microscópio.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• Imagine se um átomo está morto... • Se não está morto, ele não come nada para dar energia a este sistema, de onde vem esta energia?

• Na singularidade do absoluto, a não localidade de tudo que existe sofre um colapso através do espaço-tempo, cria todas as hipóteses que estavam neste emaranhado e se manifesta por conta da percepção!

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• Neste exato momento, se pegássemos um pedacinho do espaço quântico, a tal espuma quântica, P. ex. um elétron, teríamos toda informação do universo todo contido neste elétron. • Toda energia e informação está bem aqui. Neste elétron. Notícias de tv, de todos os tempos, vozes em todas as línguas, estão passando aqui e agora. Todos os supostos 15 bilhões de anos luz do universo está neste espaço quântico.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• Vocês não estão percebendo nada, porque vocês não têm instrumentos certos. Mas tudo está aqui, em um modelo holográfico quântico. Só que em freqüências que seus cérebros não tem como decodificar.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• Apenas por um momento, lembre de seu quarto, que você deixou esta manhã: a cor das paredes a cama etc. agora abra os olhos. Como foi que vocês viajaram instantaneamente até seus quartos, mais rápido que a luz. E em sentido contrário do tempo ordinário. Foram para o passado. Também, se quiserem, poderão pensar em algo bem grande, por exemplo, no edifício Empire State em Nova York, ele é grande, já foi por muito tempo o maior da terra, mas ele não ocupou espaço algum em seu pensamento.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• Agora você pode perceber que o pensamento está além do espaço e do tempo ordinário. Fora do cone do espaço-tempo proposto por Hermann Minkorwski.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• Mas foi somente um feixe de fótons, pacotes de luz que ascenderam em seus cérebros. Mas antes de pedir a vocês que vissem esta imagem, onde ela estava? Onde mora a memória antes de vocês invocá-la? De onde suscitou todas aquelas cores, materiais aí dentro de suas cabeças?

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• A memória não está no cérebro como tanta gente diz. As pessoas dizem isto porque se alguém tem uma doença cerebral pode perder a memória. Mas a memória está além do cérebro. Precisamos do cérebro para podermos decodificar as freqüências emanadas pela fonte e termos uma “realidade”.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• O cérebro é apenas um hardware, como um rádio. O cérebro não produz pensamentos, ele os decodifica. Os seus pensamentos vem do “eu não local”. Este “eu não local” está em tudo. É a experiência de estar conectado com tudo que existe, existiu e existirá. Ele junta todos os momentos passados e também os futuros num eterno presente.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• Para além dos olhos da matéria, e dos olhos da mente estão os olhos da consciência. E aí temos memória, insight, imaginação, entendimento, intenção, curiosidade e sabedoria.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• Hoje sabemos descrever esse domínio, que chamamos de realidade virtual. • É aí que estava o pensamento, antes de vocês tê-lo evocado.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• O universo quântico está além da matéria. E nós vivemos no mundo quântico, mas nos sentimos só na matéria (esquecemos de quem realmente somos). Quando estamos na matéria podemos sentir o fogo nos queimar, ou o gelo nos congelar, ou uma infecção bacteriana nos adoecer, etc. Mas você também pode se sentir um ser quântico. Quando você está mergulhado numa piscina a sua consciência não se molha, nem o frio do inverno na Sibéria pode congelar suas lembranças nem o calor do Saara pode fazer suar seus sonhos.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• A inteligência não-local está dentro e ao redor de nós. Ela é não material, é o potencial a partir do qual tudo emerge. Ela é a base do nosso ser, é adimensional; não possui volume, energia ou massa e não ocupa nenhum espaço, tampouco existe no tempo. Todas as experiências são projeções dessa realidade não-local, que é um potencial singular e unificado Esse nível de organização é nosso “eu não local” ou melhor, a não localidade de tudo que existe. • O universo é um enorme reflexo da própria consciência.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• O tempo linear e o espaço é a forma da natureza nos deixar saborear uma experiência de cada vez. Pois, na não localidade de tudo que existe (a singularidade) há um emaranhado de todas as experiências ao mesmo tempo. É uma situação fora do universo espaço temporal onde tudo: passado, presente e futuro está contido simultaneamente.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• Experimente vivenciar somente 2 dimensões. • Agora experimente vivenciar mais de 3 dimensões espaciais.....

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• Podemos acessar esse universo não manifesto, e muitas vezes assim fazemos, se a informação vier do passado. Dizemos. Oh! É das vidas passadas. Se vem do futuro dizemos. Oh! É uma profecia, uma clarividência.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA

• O mundo real está atrás das cortinas; na verdade não estamos aqui. Esta é a nossa projeção.

NOÇÕES BÁSICAS DE FÍSICA QUÂNTICA
• Imagine que todo universo está dentro de você. • Imagine que você está conectado a tudo que existe. • Imagine que vocês são cristais de freqüência. • Vocês são receptores e emissores de luz de todos os seres sencientes • Vocês também são receptores e emissores de luz de todo universo potencial.

O que é vida?
• Dizem que a vida existe quando a reprodução. • Uma pedra se reproduz? Como se forma um granito? • Um carro na linha de montagem. • Vivemos em um superorganismo? • Como se define a vida? • O que esta vivo ou não?

O que é vida?
• Somos iguais a parasitas? • Vivemos dentro de um superorganismo chamado universo. • Dentro de uma cidade que esta viva. • Da mesma forma que o corpo humano tem ossos, pulmão, intestino. • As cidades tem órgãos, vasos (ruas) intestino (esgoto) cérebro (administração)

O que é vida?
• Somos iguais a parasitas? • Vivemos dentro de um superorganismo chamado universo. • Dentro de uma cidade que esta viva. • Da mesma forma que o corpo humano tem ossos, pulmão, intestino. • As cidades tem órgãos, vasos (ruas) intestino (esgoto) cérebro (administração) sistema nervoso (fios elétricos estação de abaixamento de tensão)

O que é vida?
• Geoffrey passou a usar um sistema matemático que prevê a quantidade de energia que circula por um ser. • Normalmente o tamanho do ser vivo nos dá a sua taxa metabólica. P ex. um rato bate seu coração 500 bpm e vive 2 anos. Um ser humano 70 bpm e vive 80 anos, uma baleia 6 x minuto (frequência cardíaca é inversamente proporcional a expectativa de vida) também prevê o numero de filhos que terá.

O que é vida?
• As cidades batem seus “corações” 2 x dia o fluxo e influxo de carros e pessoas. • No caso do universo seu “coração” bate a cada 3 trilhões de anos (um ciclo de big Bang e big Bounce) e seus filhos são os buracos negros que criam novos universos quando se abrem em buracos brancos. • Igual no micromundo subatômico onde os minis buracos negros abrem buracos brancos e criam mais matéria. • Quem determina o tempo de sobrevida são as equações da termodinâmica.

O que é vida?
• Stephon Alexander calculou o “batimento cardíaco” do universo. • O Big Bounce seria o ressurgimento de um universo atual após o colapso de um universo anterior. O universo em expansão é apenas uma fase do ciclo do próprio universo.

Introdução
• Quando não estiverem saudáveis, não corram tomar remédios sintomáticos, sem antes procurarem ver que parte em vocês estão em desacordo.

• O corpo lhes mostrará a verdade. Basta observálo. Reparem no que lhes mostra, ouçam o que diz.

Introdução
• Tudo que acontece no corpo de um ser vivo, além de expressar uma atividade imaterial, pois um corpo morto, por melhor que esteja não expressa vida. Ainda é expressão do padrão correspondente de informação, ou seja, é condensação de imagem. São milhões de reações químicas por segundo, o coração segue seu ritmo, acelerando ou desacelerando, dependendo da necessidade imediata, hormônios são sintetizados e secretados, enquanto a temperatura do corpo é

Introdução
• mantida num nível constante, anticorpos são formados, milhões de células são trocadas etc... Estas são funções que não se pode explicar em termos puramente materiais nem tão pouco explicadas se reduzidas às unidades celulares isoladas. Pelo contrário, cada uma delas depende de um padrão correspondente de informação interconectada, cuja origem é a própria consciência.

Introdução
• Quando as várias funções corporais se desenvolvem em conjunto, segundo uma determinada maneira, aparece um modelo que sentimos como harmonioso e que, por isso, recebe o nome de saúde. Se não há harmonia, recebe o nome de doença. Se há mudança de forma, da vida (que não é matéria) chamamos de morte.

Introdução
• A doença é um aviso para averiguarmos algo em desequilíbrio e tentar nos curar. É por esse motivo que um corpo morto não fica doente. • A perturbação da harmonia, no entanto, acontece na mente ( no âmbito da informação). • O corpo material é o palco em que as imagens da consciência se expressam.

Introdução
• Por isso é uma insensatez afirmar que o corpo está doente. Só a consciência pode adoecer, no entanto, esse “estar doente” se mostra no corpo como sintomas ou sinais. • Há muitos sintomas e sinais, contudo, todos eles são expressão de um único fato que denominamos doença e que sempre acontece na consciência do ser.

Introdução
• (quando uma tragédia é representada no palco, não é o palco que é trágico, mas a peça teatral) Rüdiger Dahlke

Introdução
• Assim como o corpo deve sua experiência que você chama de vida à uma consciência, ele também não pode ficar doente sem ela. Não é somatização ou doença mental. Estes rótulos são muito mais apropriada para impedir a compreensão da doença do que para facilitá-la. Estes conceitos são inúteis para localizar a causa das doenças. Pense bem, se a consciência materializa tudo que existe, como podemos ficar doentes sem a participação dela.

Introdução
• Pense bem!! O corpo sabe curar sozinho um ferimento como um corte no dedo. Em alguns segundos após o corte inicia o processo inflamatório que culminará em sua cura, após alguns dias. • Porque o corpo não sabe curar um câncer, ou uma artrite ou uma pneumonia, ou qualquer doença rotulada como incurável??? • Será que não sabe??? • Porque não o faz???

Introdução
• Os sintomas seduzem toda a atenção do indivíduo para si, como todo egosista caprichoso, não quer que nada chame mais zelo que a ele próprio, em pouco tempo todo interesse do indivíduo estrá voltado para àquela energia, é uma verdadeira perturbação. O ser humano não quer ser perturbado (por isso que os medicamentos anti sintomáticos chegaram a esta proporção).

Introdução
• Desde a época de Hipocrates, a medicina acadêmica vem tentando convencer os pacientes de que os sintomas são fenômenos acidentais, cuja origem deve ser buscada nos processos mecânicos do organismo.

Introdução
• A medicina acadêmica evita cuidadosamente interpretar os sintomas, e assim condena os sintomas e a própria doença ao exílio, com total ausência de significados. Com isso o sinal perde sua verdadeira função. Os sintomas transformamse em sinais sem significado. • Compare os sintomas com um check control de um automóvel moderno....

Introdução
• Imagine que você comprou um carro muito bem equipado, que possui um sistema de checagem preciosa. Continue imaginando que em determinado momento, no painel do carro ascendeu uma luz vermelha. Antes mesmo de você procurar no manual o que aquilo significa, você entrou na conscessionária. Um senhor vestido de branco, como se fora um médico, veio lhe atender, ele pergunta: o que lhe preocupa com o carro?

Introdução
• Você responde: esta luz vermelha no painel se ascendeu. Prontamente o mecânico chama um eletrecista e pede uma ferramente para cortar o fio que alimenta a dita lâmpada. Após cortar o fio e a lâmpada se apagar, ele diz: pronto isto não lhe encomodará mais. Você perplexo pelo que está acontecendo, fala: mas eu comprei um carro caro e equipado com este check control e o eletrecista cortou o fio. Eu quero saber porque a lâmpada ascendeu. O que aconteceu de errado com o carro e não cortar o aviso.

Introdução
• Bem, se você fizer uma analogia, a grande maioria dos sintomas que temos, que são sinais de que algo não está bem com nosso organismo. São tratados como o patético mecânico que mandou cortar o fio. Se só tratamos as doenças com sintomáticos, perdemos a oportunidade de interpretar as advertências que eles trazem em si mesmos.

Introdução
• A nossa fisiologia cria doenças para que saibamos que estamos em desequilíbrio. • Para que saibamos que não estamos amando, ou estamos com mágoas, ressentimentos, frustrações, medos, raivas ou qualquer coisa negativa. • Aceite você ou não, toda doença é um desejo seu.

Procure na doença uma resposta!
• Doenças da bexiga – responsabilidade demasiada, pressão. • Doenças da boca – o quê está reprimindo você a falar (ou comer ou beber)? (doença degenerativa) ou o quê você falou (ou comeu, bebeu) que não deveria? (doença aguda). Quanto você coloca de emoção na verbalização? • Doenças dos cabelos – alopécia – o que está esquentando minha cabeça. Canície – o que está obscuro na minha cabeça que eu quero clarear.

Procure na doença uma resposta!
Coração – o que está afetando tua alegria? Insuficiência – perdeu o entusiasmo pelas coisas? Isquemia – o que está obstruindo seu caminho para ser feliz? Torcicolo – o que esta acontecendo que eu não quero olhar para trás? Torci o tornozelo! – o que está me desiquilibrando? Apareceu herpes na boca? – quem eu não quero ter contato íntimo?

Procure na doença uma resposta!
• Doenças da coluna – tortuosidade – o que preciso corrigir na minha direção. Degeneração – o que está desestruturando minha vida? Pinçamentos, hérnias – porque tenho que ficar imobilizado? Formigamentos – o que está anestesiando minha vida? • Dentes – dor – porque estou agressivo? – perda de dentes – diminuição da vitalidade. • Esôfago – queimação – o que está difícil de aceitar? Dificuldade de engolir (uma bola na garganta) o que você não pode falar ou fazer?

Procure na doença uma resposta!
• Estômago – o que me preocupa? Porque estou ansioso? • Fígado – o que me deixa com raiva? • Gengiva – o que esta enfraquecendo minha coragem?

• A medicina moderna e científica não fez diminuir o número de doentes, até vem aumentando. A falácea de que aumentou a vida média não se deve ao avanço médico sozinho e sim a melhora nutricional e higiene. As doenças agudas sem dúvida diminuíram, porém aumentaram demasiadamente as doenças crônicas, principalmente as iatrogênicas. Também aumentaram as doenças metabólicas por intolerância alimentar, aditivos químicos e desequilíbrios ecológicos como um todo. Parece que a medicina pretende manter as pessoas vivas, porém doentes para consumir remédios.

Estamos mais doentes
• A origem disso é o foco de pensamento. Não esqueça que o que mais pensamos mais criamos, se pensamos cada vez mais em lutar contra Aids, Hipertensão, Câncer, Obesidade, mais Aids, Hipertensão, Câncer, Obesidade teremos. Teremos também mais métodos para “lutar” contra isso também. • Se mudarmos o foco de pensamento e pensarmos em saúde criaremos mais saúde!!

De onde viemos?
• Vamos nos deter por um minuto a imaginar que nossa origem é uma fonte infinita de energia. Na verdade, é precisamente assim que a ciência moderna teoriza sobre o modo de como viemos a existência. De uma perspectiva científica e também cosmológica, o universo começou com o assim chamado Big Bang, uma gigantesca explosão de energia que veio a criar toda a existência. Antes disso só havia uma energia potencial ilimitada e indiferenciada onde não havia espaço nem tempo.

De onde viemos?
• Imagine-se fora do espaço tempo. Imagine o universo em expansão como se fosse um balão (de festa de criança) sendo enchido continuamente. Se você está fora do balão (do universo, do espaço e do tempo) você estará vivenciando todas as possibilidades do espaço tempo, você estará no potencial para tudo que existe. Estará além do espaço e do tempo vendo todas as coisas simultaneamente.

De onde viemos?
• O tecido da existência iniciou com o Big Bang ou de qualquer outra forma e desde lá ficou interligado. Tudo ainda está se tocando energeticamente em campos magnéticos. • O espaço é só uma forma que nos dá a ilusão que somos separados. • Lembrar a teoria do emaranhado de Neil Bohr

De onde viemos?
• No âmago desta energia ilimitada está o pensamento, que se assemelha a um projeto, nossa semente para todas as possibilidades infinitas da criação. Essa energia ainda existe e podemos denominar agora de fonte. Cada um de nós ainda está conectado à esta fonte. Somos interligados a esta fonte e esta fonte é tudo que existe, esta fonte é a única coisa.

De onde viemos?
• a não localidade de tudo que existe. Que é além do espaço e do tempo. Um emaranhado em forma de pensamento, formando universos paralelos interligados e interconectados e simultâneo (já que nesta situação não existe tempo) podemos chamá-lo de spin isotópico de simetria universal (comparado pela religião como “espírito divino”) este pensamento é a totalidade (a existência). desta projeção, desta totalidade vem experimentar uma fração deste todo, o spin isotópico de simetria local. (podemos chamar de “alma”).

De onde viemos?
• Este S.I.S.L. é quem você acha que é, isto é uma energia da não localidade de tudo que existe. Esta “alma” precisa de mais dois instrumentos para conseguir experimentar a existência, um corpo e uma mente. O corpo é uma condensação de imagens, uma projeção, usada para representar. A mente capta informações vibracionais dos sentidos e dá uma sensação de realidade. Agora você esta pronto para a experiência de existir.

De onde viemos?
• Seu SISL ‘(“alma”) é o que você acha que é. Seu corpo e sua mente são o que você usa para sentir o que você acha que é no espaço tempo (relativo). Usa-se do corpo como ferramenta para seu experimento. Este corpo pode sofrer avarias, pode adoecer, ou até morrer, porém o SISL (“alma”) não morre. Não esquecer que o que você acha que é.... É só uma projeção.

De onde viemos?
• O processo pelo qual essa energia universal se individualiza e se torna manifesta recebe o nome de condensação. Ao materializar-se (condensar-se) passa por um colapso quântico gravitacional e se evidencia como matéria isolada no espaço-tempo. Este colapso quântico gravitacional é chamado de ponto de materialização. Isso acontece no espaço-tempo, quando os quarks se unem para formarem prótons. Estes colapso levam menos de 1 femtosegundo. É a materialização de uma energia frequencial que veio da singularidade e se individualizou. Esta é a consciência tomando forma e é a fonte incognoscível de todas as coisas.

Como se sentir um só com tudo e com todos
• David Bohn atribuiu a existência à fenômenos unificados no que chamou de totalidade sem costuras. Vislumbrava um universo como uma teia de auto dependência. Chegou a concluir um trabalho mental e um modelo matemático no qual imaginou um universo formado por 1 único elétron (que estava presente em todos os lugares ao mesmo tempo).

• Em física quântica – todos e tudo somos 1 só.

Como se sentir um só com tudo e com todos
• O condensado Boss Einstein está confirmado em laboratórios. Em que partículas podem ser encontradas em 3000 lugares ao mesmo tempo. É a prova da sobreposições (ou emaranhados) teorizadas da física quântica.

Como se sentir um só com tudo e com todos
• A existência é um todo unificado e interligado. Não há nada neste conceito que não seja. Nada escapa de ser. Por isso ele simplesmente é.

• Pergunte-se – pode alguma coisa não existir na existência? • Lógico que não!

Como se sentir um só com tudo e com todos
• Parece que a existência não significa nada, quando significa tudo ao mesmo tempo. Por isso é difícil nos vermos em tudo. Se somos tudo, parece que não somos nada. • O universo não perde sua representação se significa tudo em tudo. Mas, se o universo é “isso” e “não aquilo” então, alguma coisa que não seja (ou que não exista) teria que existir. E isso é impossível. • Nada existe a não ser a existência!!

Como se sentir um só com tudo e com todos
• Nada existe, nem pode existir fora da existência. • Nunca declare que alguma coisa possa existir fora da existência. • A grande idéia é que tudo que precisamos fazer é nos sentirmos na mesma melodia da orquestra cósmica, mesmo que tocando notas diferentes. • A grande idéia é que nenhum de nós é melhor do que qualquer um de nós. • Não há como ser melhor que nós mesmos, já que somos 1 só.

Como se sentir um só com tudo e com todos

Como se sentir um só com tudo e com todos

Um grupo de cientistas apresentou inovações que poderiam simplificar o desenvolvimento de futuros computadores quânticos, máquinas que seriam muito mais rápidas do que as atuais. Com a descoberta, vai ser possível conceber computadores quânticos pequenos como um smartphone e máquinas sofisticadas que poderiam ser reduzidas ao tamanho de um PC de escritório.

Como se sentir um só com tudo e com todos

Segundo estudo publicado na revista científica britânica Nature, um grupo de físicos conseguiu, pela primeira vez, intrincar os íons (átomos portadores de cargas elétricas), de forma que toda ação sobre um dos íons dá, instantaneamente, uma informação sobre seu "gêmeo", independentemente da distância que os separa. Isto se conseguiu manipulando-os com micro-ondas ao invés dos habituais raios laser.

Como se sentir um só com tudo e com todos

Para os futuros computadores quânticos, uma tecnologia de micro-ondas miniaturizada similar à utilizada nos smartphones poderia substituir as volumosas e custosas instalações a laser, segundo comunicado do Instituto Nacional de Normas e da Tecnologia (NIST) dos Estados Unidos, ao qual pertencem os autores do estudo.

Anarquia
• A grande idéia é que aquilo que fazemos para os outros estamos na verdade, fazendo para nós mesmos. • Existe uma frase religiosa e quântica que diz: se queres alguma coisa primeiro proporcione aos outros.

Como se sentir um só com tudo e com todos
• Se o universo, como sabemos, é resultante de freqüências vibratórias que o formam, esta resultante é chamada de freqüência vibratória universal infinita. • Os campos magnéticos de cada corpo instalado neste universo se interagem. • Por exemplo, se existissem apenas 3 corpos no universo, que “influenciam” uns aos outros (teoria da curvatura da luz na relatividade geral), e eu como um destes corpos estaria recebendo influência dos outros 2 corpos.

Como se sentir um só com tudo e com todos
• Suponhamos que o universo fosse um quarto. E dentro deste quarto (universo) existam apenas 10 corpos (campos magnéticos). Então as 10 pessoas que estão hipoteticamente eqüidistantes neste universo, influenciam umas as outras. Se analisarmos que 1 pessoa tem seu próprio campo magnético contra 9 outras, a sua influência e de 1/9 = 0,11111. Mas se fosse possível, voltar a fase de energia potencial (antes da condensação e absorvesse outra pessoa e interfundisse, então nossa influência passaria a ser 2/8 = 0,250000.

Como se sentir um só com tudo e com todos
• Se o processo continuasse até que existisse apenas um de nós, a qual se interfundisse com todas as outras 9. não existiria influência dos campos magnéticos, não haveria curvatura da luz. Estaríamos livres e a nossa influência no universo se tornaria infinita o nosso desejo é o desejo do universo. Acompanhem;
1/9 = 0,11111 2/8 = 0,25000 3/7 = 0,42857 4/6 = 0,66666 5/5 = 1 6/4 = 1,50000 7/3 = 2,33333 8/2 = 4 9/1 = 9 10/0 =

Como se sentir um só com tudo e com todos
• Isto prova de maneira simples e convincente, que se considerarmos o universo com seus bilhões e bilhões de campos magnéticos e é claro, com suas distâncias e intensidade relativas, nossa sensação de unidade seria completo, pois, o potencial energético ou campo magnético unificado se encontra dividido pela resultante dos campos magnéticos do universo e pelo inverso do quadrado das distâncias.
D² x R.S x D R + Kmo
• FW= --------------------------------------UGF x I

Como se sentir um só com tudo e com todos
• Cada uma das sub partículas atômicas que compõe nossa estrutura traz em si mesma a história do cosmo e jamais se perde, pois esteve no início do universo e na fusão nuclear que faz estrelas brilharem, na explosão de uma super-nova, na periferia estelar de uma nebulosa, nos gases quentes que perambulam ao redor do sol, nas águas do período pré-cambriano, nos dinossauros do jurásico, nas plantas, num monte de fezes, numa orquídea maravilhosa e nos seres humanos que nos precederam.

Como se sentir um só com tudo e com todos
• Usamos matérias que já foram usadas por todos nossos antecedentes. Se fosse possível ter marcado alguns elétrons desde o início da terra poderíamos identificá-lo agora e perceber que já fez parte de árvores, plantas, pedras, Maomé, Moisés, Ataualpa, Buda, Lao-Tse, Jesus, Luiz IX, Bonaparte, Hitler, etc. tudo aqui na terra é reciclável, somos um ecossistema semi fechado. • O pensamento usa-se da reciclagem para manifestar a existência – o universo é reciclável!!

Como se sentir um só com tudo e com todos
• Cada um de nós é a reunião de inúmeros fragmentos do universo. Uma obra-prima da natureza animada pela brisa do pensamento auto poiético e organizador de tudo que existe. • Lembrar que somos telúricos, todos nossos componentes químicos do corpo, veio da terra. Somos cósmicos, lembrar de onde vem toda matéria da terra. Tudo veio das estrelas. lembrar dos fragmentos espaciais que caem na terra todos os dias e se incorpora a ela e a nós.

Como se sentir um só com tudo e com todos
• Conclusão: • Nós somos um só, mas não sentimos esta unidade porque estamos preso a uma experiência de individualização. • A experiência que vivemos, por razões culturais e sociais, não nos faz sentirmos um com tudo e com todos, pois o ser humano é incentivado a viver em competição ao invés de cooperação.

Como se sentir um só com tudo e com todos
• Vamos lembrar que os elétrons que nos forma estão em constante movimento, sendo trocados. Em poucos instantes elétrons que são de “minha” propriedade (fazem parte do “meu” corpo), pulam para uma cadeira, alguns elétrons da mesa pulam em mim, ou os meus vão para outras pessoas. Tudo está em constante troca. Ao sairmos deste lugar levamos matéria de tudo que nos cerca e deixamos um pouco de nós em tudo. Se conseguíssemos ver isso experimentaríamos a união com tudo e com todos – somos um só.

Como se sentir um só com tudo e com todos
• Como é a bolsa de valores e a economia do mundo – interligada. • Lembrar do ato de respirar e do fumante. • Como é considerada a medicina tradicional chinesa por exemplo com a dispnéia. • Tente imaginar os órgãos envolvidos com o desejo sexual e a ereção.

Como é a fabrica da realidade?
• O universo é constituido de materia e energia. Estudando melhor: • Quando aprofundamos no estudo da matéria, no nível do átomo, é constituida de um vazio imenso com pequeníssimas zonas que concentram massa. Os elementos que a compõem são ondas que se esvaem de nossas mãos, neste nível não existe o que chamamos matéria. • A matéria é como arco iris – só tem aparencia real se visto de longe.

Como é a fabrica da realidade?
• http://www.youtube.com/watch?v=L8_uZd9XDbQ&f eature=related

Como é a fabrica da realidade?
• Nossa vida não é real, assim como tudo que nos acontece. a doença ou a saúde não é uma acontecimento verdadeiro, é sim uma participação de um fato. (de estarmos nos vendo neste contexto). Se pudéssemos alterar nossa consciência. Veríamos tudo como verdadeiramente é: um emaranhado com infinidas ondas frequenciais. Imagine se você pudesse perceber as ondas que permeiam seu ambiente agora. Você encontraria múltiplas ondas de rádio (até poderia sintonizar pessoas falando da Alemanha, dos E.U.A.,

Como é a fabrica da realidade?
• do Paraguai, etc. também poderia ouvir pessoas falando com outras em ondas de celular, ou varias estações de tv. Enfim. Tem um montão de imagens vozes, sinais de fax e parece que isso nem existem. Não só isso, é muito mais. O planeta, as estrelas, o oceano, as montanhas, e tudo estariam se esvaindo da totalidade de tudo que existe, através da nossa consciência. Tudo é uma ilusão frequencial, toda situação, doença ou saude não é real. O problema é que entendemos e cremos que isto é realidade, na nossa estrutura de referência objetiva isto é realidade.

Como é a fabrica da realidade?
• No todo, nos serve para expor que o céu, as estrelas e tudo mais parecem estar “fora de nós” totalmente independente. Como nossa realidade é uma projeção, temos a impressão que a nossa existência é realidade.

Onda ou partícula?????
• Experiências das fendas
• A- com 1 fenda – elétrons • B- com 2 fendas – elétrons • C- com 1 fenda – ondas • D- com 2 fendas ondas

Onda ou partícula?????
• Já parou pra pensar que tudo que dizemos e pensamos está por aí no universo refletindo as intenções das emoções que expressamos? • Acho então que dá pra forjar um mundo muito melhor a partir desse conhecimento, não?

Onda ou partícula?????
Ilusões ou realidades. Estes conceitos são em sumo a mesma coisa. Até 1800 acreditou-se ingenuamente que a luz invisível fosse coisa de loucos e de gente que não tinha o que fazer. Você já viu luz infravermelha? E a luz ultravioleta? Bom, se não podemos vê-las, como sabemos que elas existem? Um cientista alemão, Willian Herschel conseguiu percebê-la quando passou um termômetro pelo espectro solar, notou que depois da faixa do vermelho a temperatura subiu.

Onda ou partícula?????
Deduziu, após muitas pesquisas, que havia abaixo do vermelho, uma gama de frequências de luz invisível, que ele criou o nome de infravermelho. Nesta mesma época já estavam sendo desenvolvidas as chapas fotográficas, o que permitiu, em seguida identificar o ultravioleta. Hoje conhecemos um espectro muito amplo: das ondas de rádio que são de baixa frequência, com comprimentos de ondas mais longos até a outra ponta do espectro, a radiação gama de alta frequência e comprimento de onda mais curto.

Onda ou partícula?????
• Quando a luz se propaga pelo espaço, comportase como onda. Em múltiplas freqüências. Está livre. • Quando a luz interage com a matéria comporta-se como partícula (fóton). Em freqüência única. E está presa.

Onda ou partícula?????
• Quando não se está observando algo....são ondas de probabilidade. Há uma quebra da função partícula.

• Quando se observa este algo.... passa a ser partículas de experiência. Há uma quebra da função onda.

Onda ou partícula?????
• Uma partícula, quando pensamos como uma coisa dura (material) existe como imagens sobrepostas que se espalham em forma de ondas e têm múltiplas posições e está acontecendo todas as hipóteses possíveis em sobreposições e ao mesmo tempo. (há um colapso da função tempo, então não há tempo). No momento em que você observa, subitamente a coisa observada escolhe uma das sobreposições que você consciente ou inconscientemente sentiu (há uma quebra da função de onda e materializou-se)

Onda ou partícula?????
• Como vimos a luz se comporta de duas maneiras diferentes e contraditórias. É como se você pensasse que na luz como sendo algo líquido, frio e claro e ao mesmo tempo algo sólido, quente e escuro. • A realidade agora está sendo apresentada ao nossos sentidos como uma brincadeira feita em uma sala de espelhos. Se olhamos para frente nos vemos baixinhos, gordinhos e cabeçudos, se olhamos pelas costas nos vemos altos, magros e com a cabeça pequena.

Onda ou partícula?????
• Ao olharmos para a direita nos vemos com pernas curtas e barrigudo. Para esquerda com pernas longas e sem barriga. • Se olharmos para cima nos vemos com o nariz enorme, e sem pernas. Se olharmos para baixo ficamos sem cabeça. Os espelhos são reflexos de nós mesmos, mas o que é que acreditamos ser?

Matéria ou energia????
• Será que a matéria também se comporta como onda? Em um seminário em 1926 Louis-Victor de Broglie conseguiu uma equação ondulatória junto com E. Schrödinger, que é usada para prognosticar todas as maravilhosas propriedades de objetos sub-microscópicos . Ao mesmo tempo, com equações mais complexas, Weiner Heisenberg descobriu os mesmos padrões. Estes trabalhos ficaram conhecidos como mecânica quântica.

Matéria ou energia????
• A luz em seu estado de onda de freqüência é somente energia.

• A luz em seu estado de partícula é a pura materialização da energia.

Matéria ou energia????
• Um elétron se apresenta ora como onda, ora como partícula, energia e matéria, yin e yang. E cessa o reino da objetividade; há uma inter-relação entre observador e observado. A consciência do observador influi na definição e até mesmo, na existência do objeto observado. entre os dois reinam um único início. Criamos imagens mentais da realidade. Sobrepondo toda singularidade. • Imagens de espelhos múltiplos. • Olho o olho que me olha.....

Matéria ou energia????
• Em 1926, numa conversa com W. Heisenberg, Einstein disse: “observar significa construir uma conexão entre um fenômeno e a nossa concepção do fenômeno”. Assim a física quântica afirma que não é possível separar cartesianamente, de um lado, a natureza e de outro, a informação que se tem sobre ela. É aí que está o princípio da incerteza.

Matéria ou energia????
• Há uma intrínseca conexão entre consciência e realidade. Não é possível entender a teoria quântica sem abdicar do conceito tradicional de matéria como algo sólido e palpável. Segundo os pais da teoria quântica, Heisenberg e Niels Bohr, no micro mundo do interior dos átomos, conceitos sensatos como distância e tempo e a divisão entre consciência e realidade, deixam de existir.

Matéria ou energia????
• A carteira de identidade química de um átomo está no número de prótons contidos no seu núcleo. São eles que determinam a carga elétrica do núcleo, que por sua vez determina o número de elétrons em órbita deste núcleo. Determinar a localização e a trajetória de bilhões de partículas e com os resultados, prever o movimento dos prótons, isto é física clássica.

Matéria ou energia????
• A carteira de identidade física de um átomo está na freqüência vibracional que o diferencia de tudo no universo. É próprio e interativo. Isso é física quântica

Matéria ou energia????
• Porém nunca foi possível conhecer e prever todos os resultados.... tudo é probabilidade. Todo resultado é provisório. Quando um fóton (quantum) atinge um átomo e obriga o elétron mudar instantaneamente para uma órbita superior, ele o faz sem perder tempo e não passa pelo espaço que os separa. Vai direto como se desmaterializasse na órbita inferior e instantaneamente se materializasse na órbita superior. Como se já existisse lá e em todos os lugares e agora se fizesse ser notado!

Matéria ou energia????
• Isso é o que se chama de “salto quântico”, que além de desafio científico, é também filosófico. É essa mesma “incerteza” quântica que explica a colisão de próton com próton no seio das estrelas que dá luz.... Este conceito à luz da física clássica, parece tão absurdo quanto um rinoceronte fazer um programa de computador.

Matéria ou energia????
• O mais curioso desta experiência, é que se o observador escolher perceber a luz como onda – será como onda. Se o observador escolher perceber a luz como partícula, a luz se apresenta como partícula. • Em física quântica a realidade é o que sentimos que seja!!!

Matéria ou energia????
• Uma manifestação humana com característica quântica é o Jazz, onde cada músico improvisa dentro do mundo musical, interpretando com seu instrumento a sua própria melodia. Não se pode prever exatamente a intensidade e o ritmo de cada improviso e, no entanto, o resultado é sempre harmônico.

Matéria ou energia????
• Nós mesmos somos um misto de onda e partícula. Nossa parte instintiva (nosso temperamento) é nosso lado partícula. Nossa parte mais refinada, artística, apreendida com as regras sociais (nosso caráter) é o lado onda.

O limite entre o quântico e mecânico
• O universo é muito estranho. Parece que 2 conjuntos de leis governam a existência: • O mundo clássico, na nossa vida diária, na medida do tempo (segundos, minutos, horas, dias, etc.) e do espaço centímetros, metros, kilometros, etc) a gravidade descoberta por Newton há centenas de anos. Funcionam muito bem para tudo que fazemos ou vemos.

O limite entre o quântico e mecânico
• Mas quando chegamos em uma escala no átomo, a coisa muda. O que existe é: • 1- nunca podemos saber tudo sobre alguma coisa ao mesmo tempo, tudo é incerteza. • 2- as partículas podem estar em diversos lugares ao mesmo tempo – em física chamase de sobreposição. • 3- se comportam como ondas que se espalham pelo espaço.

O limite entre o quântico e mecânico
• 4- se comportam como partículas puntuais que atingem lugares específicos. • 5- são conectadas e podemos medir esta conecção até mesmo em grandes distâncias. • 6- são unificadas em um estado quântico dominado por uma função de onda. Parece um tecido sem costuras.

O limite entre o quântico e mecânico
• 7- apresentam-se conforme o desejo do observador que investiga seu estado. • 8- é um mundo do potencial. Onde tudo é possível e já existe a espera de um desejo para se apresentar materialmente.

O limite entre o quântico e mecânico
• A fronteira do mundo quântico com seu fervilhão energético de incertezas, sobreposições, ondas, partículas, conexões, coisas interligadas, tudo sendo tudo, campos unificados. Com o mundo parado e previsível do universo material, que é certo, está somente em um único lugar, comportase como sólido, são separados, não conectados, nem interligados.

O limite entre o quântico e mecânico
• Esta fronteira ainda é um mistério para a ciência. Chamado colapso da função de onda. • Existem 3 teorias que tentam atrelar a física clássica com a quântica:
1- teoria das cordas de Michio Kaku. 2- teoria dos multiversos. 3- teoria da adaptabilidade (como na biologia - Darwin)

Conclusão
• Tudo que vemos ou sentimos ao tato, nada mais é do que luz condensada. Toda matéria do universo é luz. Então, já que somos feitos de luz que oscila e vibra, e que a matéria são ondas no mesmo conceito. para compreender, estudar e modificar o corpo físico teremos que antecipadamente conhecermos e manipularmos a ENERGIA.

Luz condensada
• Já que os elementos do universo são feitos de luz congelada, eles diferenciam entre si, por sua freqüência de oscilação. Podemos encontrar substâncias simples ou compostas como a Terra, a Lua, os planetas e as estrelas. Até mesmo nós somos arquitetado em um sistema vibracional.

Física quântica x clássica
• Na física clássica as partes compõe a propriedade do todo.

• Na física quântica, o todo impõe as propriedades das partes.

Como é a fabrica da realidade?
• Se colocarmos uma gota de limão na língua, iniciamos eventos bioquímicos com a saliva, que culminarão em digerir o limão. Todas as etapas podem ser medidas e dosadas. Porém, se imaginarmos a gota de limão na língua, salivamos e os mesmos processos são verificados.

Como é a fabrica da realidade?
• O sensação de medo faz com que aconteça vários sinais e sintomas como: tremores, taquicardia, arrepios, aumento de adrenalina, etc. que podem ser medidos e comprovados. Mas o medo está na esfera imaterial, assim como o pensamento e a imaginação. Como eventos imateriais se transformam em matéria?

O QUE É REALIDADE?
• Quando submetido, o cérebro à um mapeamento cerebral computadorizado, e pedirmos para uma pessoa sentir um cheiro, gosto, tato, ouvir ou olhar determinados elementos, poderemos observar através do exame as áreas do cérebro que foram ativadas. Porém se pedirmos para ele fechar os olhos e apenas imaginar os mesmos padrões, observaremos as mesmas áreas do cérebro sendo ativadas.

O QUE É REALIDADE?
• • • • • • Então: Quem sente os objetos? O cérebro ou os órgãos de sentidos? O que efetivamente é realidade? O que sentimos ou o que imaginamos? Pois os mesmos padrões neurológicos são observados. Portanto os mesmos neurotransmissores são usados para dar realidade ao cérebro. • E se não tivermos consciência? Não sentimos nada, nada existe!!

O QUE É REALIDADE?
• O cérebro processa 400.000.000.000 de bits de informações por segundo. Mas apenas seleciona 2000 informações por segundo. • A realidade é uma seleção de todos os eventos processados que foram eleitos para que seja realidade. • Percebemos o que a nossa consciência tem habilidade de projetar. • Entendemos como realidade somente o que acreditarmos ser possível.

O QUE É REALIDADE?
• Quando você toca um objeto, o que faz com que lhe pareça duro, mole, liso, áspero etc. é a interpretação da sua consciência. Os sentidos são as ferramentas, que captam oscilações frequenciais, usando células sensíveis a estas vibrações, como telescópios estendendo-se para o cosmos. É como a língua de uma cobra sente o ar. É como a retina sente a luz. A consciência não faz distinção entre a luz que toca o olho, ou as vibrações do ar que deformaram o tímpano, tampouco a área de energia criado pelo tato, olfato ou paladar .

O QUE É REALIDADE?
• A verdadeira distinção entre o que se viu ou tocou é feita por uma espécie de inteligência imaterial. Sem essa interpretação nada poderia existir!!! • Todas as coisas que existem estão ligadas a nossos sentidos e nossos sentidos estão ligados a esta inteligência imaterial.( que chamamos consciência) A noção comum de que um objeto é duro, não é verdadeira. A verdade seria dita dessa forma – “este objeto é duro porque minha consciência, através das experiências passadas, o fez parecer assim”.

O QUE É REALIDADE?
• Este objeto pode ser transparente para um raio gama. Ou para um campo neutrínico que atravessa a terra como se ela fosse ar. • As moléculas do corpo são as mesmas quando fora dele. O oxigênio ou hidrogênio encontrado em um cristal de açúcar é o mesmo encontrado no nosso DNA, mas dentro de nós o açúcar “ganha” vida. O combustível básico do corpo é a glicose, que é o alimento básico do cérebro.

O QUE É REALIDADE?
• Queimando um torrão de açúcar em um maçarico cria-se um clarão de luz e calor produzindo um resíduo de carbono. • O mesmo açúcar queimado no cérebro produz os pensamentos e emoções que temos. • Uma música, um projeto arquitetônico, abrir o chuveiro ou dar um beijo, resultaram da queima de açúcar. • A realidade foi criada queimando açúcar. • Mas queimando açúcar com maçarico eu não crio uma fórmula matemática tampouco um música. • O que é realidade?

O QUE É REALIDADE?
• O seu cérebro não é a fonte da sua inteligência. O cérebro é simplesmente um processador de dados. Obtém os dados dos receptores que chamamos de sentidos. Interpreta essa energia vibracional em forma de freqüência, baseada em dados (experiências) anteriores. Informa a você o que se percebe, não realmente o que é (pois o que é...é só informação freqüencial).

O QUE É REALIDADE?
• Baseado nessas percepções, você acha que sabe a verdade sobre algo, quando na verdade não sabe. Cria uma doutrina interpretada a seu tempo e cultura. A verdade é uma mentira que você acredita ser realidade e confia cegamente nela. Todos os nossos sofrimentos decorrem desta interpretação. Quando nós conseguirmos entender que tudo é projeção, o que poderá fazer-nos sofrer?

Vivemos a realidade ou o que imaginamos ser realidade?
• Os físicos imaginavam um universo de objetos e espaços vazios e pensavam que o espaço vazio era cenário para o mundo material. Agora o espetáculo passou a ser o ator. O espaço vazio é a matéria!! • Uma das características fundamentais da física quântica é a íntima interconexão existente entre sistemas diferentes que não estão em contato espacial. As conexões não locais. • Todas as coisas estão intimamente interconectadas. A consciência e o mundo físico estão conectados, é comparada à realidade dos sonhos que é omnijetiva.

Vivemos a realidade ou o que imaginamos ser realidade?
• O universo é um pensamento gigante em lugar de uma máquina gigantesca proposta por Isaac Newton. • Neil Bohr e W. Heisenberg se perguntavam mais de mil vezes.... É possível que a natureza seja tão absurda como nos parece nas experiências do mundo subatômico???

• Anteriormente pensávamos que teríamos que VER PARA CRER!!

• Agora só precisamos CRER PARA VER!!

Vivemos a realidade ou o que imaginamos ser realidade?
• Nunca deixem de pensar nisto!!! • 1- Nada em nosso mundo é real. • 2- O significado de tudo é o significado que nós atribuimos a tudo.

• 3- Eu sou quem eu sinto que sou e minha experiência é a que eu sinto que é.

Interconexão quântica
• Teoria dos spins ou do universo emaranhado • Universo como um bolo de chocolate • Toda matéria é energia absoluta reciclada

Interconexão quântica
• A afirmação mais radical feita pela nova física é que o papel do observador não tem mais sentido. Agora é participante . Não há separação entre observador e observado. Estamos em uma realidade omnijetiva. Tudo está interconectado. A consciência é um campo biogravitatório similar ao campo gravitatório que governa a suposta estrutura da matéria. O que quer dizer que a mente e matéria são vibrações ou ondas diferentes no mesmo conceito. Estes campos seriam parte de um continuum, campos dentro de campos – ou estar consciente da sua própria consciência.

Interconexão quântica
• Os textos tântricos definem 3 estados de consciência para mostrar que não há divisão entre consciência e realidade. • Primeiro se eu crio “algo” e o percebo, criei uma realidade. Se “eu” perco a consciência, “algo”e “eu” deixam de existir. E “algo” sem “eu” não têm sentido para “eu” nem para “algo”.

Interconexão quântica
• O tranta diz que a consciência não pode criar a matéria. A matéria não existe. O que existe é consciência. • A realidade é criada pela mente. A consciência é a estruturadora da realidade. Nossa consciência cria nossa realidade. • Não existe cor, é o nosso cérebro que interpreta as cores, observe um daltônico. O mundo dele tem consciência alterada para as cores. Para ele a realidade é a que ele julga ser real. • Não existe música. Música ou qualquer som, nada mais é que vibração rítmica do ar que desloca-se e deforma nosso tímpano.

Interconexão quântica
• Para um surdo não existe música. Porém se ele for treinado pode perceber pelo tato a vibração do ar. Aí volta existir. A existência é consciência e a consciência é fruto da percepção. • Os matéria não existe, são projeções na nossa mente através dos sentidos. Se “algo” existe é porque temos consciência dele. Ao vermos um objeto, ele é captado pela nossa visão através de vibrações em um espectro de de ondas visíveis (lembrar que vemos somente uma fração pequeníssima do espectro, nossa capacidade de ver é limitada somente as faixas de luz visível.

Interconexão quântica
• Somos praticamentes cegos se comparássemos com alguem que pudesse ver todo o especrto), então estas ondas visíveis tocam nossa retina que é especializada em perceber estas frequencias, ao identificar as frequências, produzimos substâncias químicas que chamamos de neurotrasmissores que viajam pelo nervo ótico até o cortex cerebral e é decifrado como realidadade, porém só conseguimos interpretar o que fomos habilitatos para tal. Se formos cegos e não tivermos como perceber que este objeto, para nós este objeto não existe.

Interconexão quântica
• Para um indivíduo em coma profundo, onde seus sentidos estão “desligados” para ele, nada existe, nem ele mesmo existe. Pois ele não tem consciência da própria existência. • Além do mais a percepção é coletiva e social. Se “algo” acontece sem explicação fica no campo do misticismo ou dos milagres. Tudo aquilo que cremos coletivamente adquire realidade. Nossos conceitos sobre realidade fica preso nas supostas arbitrariedades de nossas regras. Não estou sendo contra as regras. O problema é pensar que nossas regras são únicas verdades, que a nossa realidade é a única correta. Devemos aprender que todas são.

Princípio da incerteza
• Heisenberg introduziu a matemática matricial, que em resumo a prova maior foi em nível subatômico que não existem coisas como ciências exatas. Não podemos medir exatamente ao mesmo tempo a velocidade e a posição de uma partícula. Não podemos, em nível subatômico, observar algo sem afetá-lo. Outra implicação deste princípio, o fato de não poder determinar a posição e a velocidade ao mesmo tempo, pode significar que o que chamamos de partícula em movimento, não seja uma partícula em movimento. O que estamos observando se apresenta como se fosse. Portanto, não percebemos as coisas como são, mas como optamos por percebê-las.

Princípio da incerteza

• Heisenberg vislumbrou o princípio da incerteza que podemos comprovar, olhando para os nossos pensamentos. Quando focamos a direção que toma o nosso pensamento, deixamos ofuscado seu conteúdo. Quando focamos o seu conteúdo perdemos sua direção.

Princípio da incerteza
• Em física quântica, o universo se apresenta como nós o desejamos. • Todos nossos sentimentos criam palcos ilusórios que percebemos como realidade. • Temos o que focarmos na nossa mente, e os atraímos por frequência. • Somos criadores da realidade subjetiva. • O universo só sabe sintonizar frequências.

Princípio da incerteza
• Durante a maior pare de sua vida você achava que vivia sob os efeitos de suas experiências. Agora está sendo convidado a ser a causa delas. • Isso é conhecido como viver com consciência.

Princípio da incerteza
• Nunca lhes ocorre que as coisas podem ser ao mesmo tempo certas e erradas, que apenas num mundo relativo elas são certas ou erradas. A verdade é um atributo mutável a seu tempo e construído a cada instante. O universo é dinâmico, nunca será o mesmo, tampouco acabado. • “o universo não tem nenhuma finalidade” ele é o que está sendo no momento. • Num mundo absoluto, em que o tempo e o espaço não existem. Todas as coisas são tudo.
Marco

Perguntas- (?)
• • • • • • 1- será que existiu mesmo o Big Bang? 2- será que existem buracos negros? 3- como será o universo no futuro? 4- quantas estrelas há em uma galáxia? 5- quantas galáxias existem no universo? 6- o átomo é mesmo como nos dizem?

Perguntas- (?)
• Para responder a estas perguntas precisamos recorrer o que já foi exposto pela física moderna e pós moderna. A realidade não existe!! A realidade é criada pela consciência que por sua vez é fruto dos sentidos. Então, existe universo, existem buracos negros, existem bilhões de galáxias, existem bilhões de estrelas em cada galáxia, existe o átomo. Pois é assim que a nossa consciência crê atualmente.

Universos paralelos
• Uma das idéias mais instigantes que surgiu da física quântica é a tese de Everett sobre universos paralelos. Em sua tese de doutorado, Everett decidiu interpretar a onda quântica não como um indicador de probabilidade de ocorrência de alguma coisa, mas como um indicador do que realmente ocorre. A razão pela qual esta conclusão é tão desconcertante está no fato de a onda quântica representar o fluxo, no espaço-tempo, de todos os eventos possíveis – mesmo daqueles que são mutuamente contraditórios!

O Espaço Tempo e Além – Fred Alan Wolf

Universos paralelos
• Por exemplo, quando você atira uma moeda no ar, ela cai no chão mostrando sempre cara ou coroa. • Como pode a onda quântica representar a realidade? • Everett e seus seguidores propuseram como resposta que, para cada possibilidade, existe um universo paralelo onde o evento realmente ocorre. Assim, num universo a moeda cai mostrando cara e em outro coroa. E o que ainda mais surpreendente, você está sempre em todos os universos de cada evento possível, observando o destino da moeda.

Universos paralelos
• Você existe em cada um dos mundos!!! • Cada mundo, entretanto, é essencialmente desconhecido para qualquer outro mundo. A não ser que você mude sua consciência. Ou tenha consciência da sua consciência. • Todos os resultados possíveis de uma dada interação efetivamente ocorrerão. Cada resultado, no entanto, terá lugar num mundo diferente. • Tudo já existe na espera da tua decisão (consciência) alcancá-lo.

Universos paralelos

• Pode, na verdade, haver interação entre mundos separados? • Sim! • A interação destes mundos cria todas as possibilidades.

Cone de luz
• Hermann Minkowski representou o espaço-tempo sob a forma de uma figura que denominou cone de luz. Esta figura mostra um evento isolado em um ponto isolado do espaço-tempo. A partir deste ponto, se olharmos para cima veremos os eventos futuros, se olharmos par baixo deste evento veremos o passado. Se olharmos fora do cone de luz veremos eventos que ocorrem ao mesmo tempo. Para passar a barreira do cone de luz, precisamos viajar mais rápido que a luz. Assim como há uma parede de som para o avião cuja velocidade se aproxima da velocidade do som.

absoluto

Relativo futuro

presente

Relativo passado

• A realidade virtual é imortal, e infinitamente correlacionada. É o Software do universo.
• É eterno, porque nunca morrerá, porque nunca nasceu, sempre esteve lá.

Cone de luz
• Se a consciência pode alterar a função de onda quântica, há um salto quântico. Salto quântico é um movimento de um lugar para outro sem percorrer o espaço que os separa. • Conclusão: a alteração de consciência pode unir universos paralelos e pode aí experimentar tudo o que sempre existiu. • Pois fora do cone de luz não há espaço-tempo!!

Pontos a serem lembrados
• A ciência atual tomou ciência de que todas as teorias científicas não são mais que aproximações à verdadeira natureza da realidade. • Estamos em uma época diferente e não podemos continuar só com modelos passados. O ponto de mutação já está fazendo 1 século e a mutação mental das ciências ainda não houve. • O início da era da ciência começou com um padre polonês Nicolau Copérnico, depois Kepler e principalmente com Galileu, que dizia que “as leis da

Pontos a serem lembrados
• natureza estão escritas numa linguagem matemática e com caracteres geométrico de triângulos, círculos e outras figuras e através da matemática e geometria podemos entendê-las”. • O universo é uma máquina, foi um paradigma fundamental dos últimos séculos, começando por Decartes e estruturado por Newton. • Faraday e Maxwell, que introduziram o conceito de “campo de força”. • Planck descobre que a natureza é descontínua e começase a entender os “quantas”.

Pontos a serem lembrados
• Einstein implanta a teoria da relatividade. O que impõe uma verdade relativa nos termos espaço e tempo.

• A teoria quântica diz que partículas subatômicas são “modelos de probabilidade”, com interconexões numa inseparável teia cósmica que inclui o observador.

Pontos a serem lembrados
• A consciência é que cria a matéria. • A transformação maior da nova física é que admite que a consciência tem um papel fundamental no chamado universo físico - a realidade. • Estamos em um universo omnijetivo. • Não há um mundo físico separado. Participamos de um espectro onde existem todas as possibilidades e realidades possíveis. • O universo é um pensamento gigante e após o conhecimento do micro mundo subatômico não se enquadra mais em um modelo de máquina gigante.

Levando este conhecimento para a medicina
• Uma conclusão espantosa, é que os medicamentos agem não por sua ação bioquímica e sim por sua freqüência, sua energia vibracional que é emprestada para o sistema orgânico e re-equilibrar as freqüências que foram perdidas. E assim, chegou a conclusão que as doenças deveriam ser destruídas no campo das vibrações similares àquelas que tinham os órgãos quando estavam sadios. Com a mesma freqüência, mas com maior intensidade, porém em uma onda invertida, poder-se-ia levar o tecido doente a saúde.

Temos uma musicalidade
• O universo emana todas estas radiações basta a nós a completa conexão a este sistema. Doença é uma desconexão (alteração do spin isotópico de simetria) Somos um acorde de freqüência. Cada um de nós possui uma freqüência própria. Somos uma sinfonia errante. Somos únicos. Temos uma freqüência própria que nos identifica e nos diferencia.

Banda freqüencial da espécie
• Já sabemos que todo ser vivo é um acorde de freqüências. E que possui um código genético em seu genoma. Informações transmitidas pelos seus antecedentes. • Temos também uma banda de freqüências, na qual podemos sintonizar informações originadas por seres da mesma espécie.

Banda freqüencial
• Estas informações são transmitidas por seres da mesma espécie e que estejam em perigo de sobrevivência, além de estarem em estado adrenérgico. (simpaticotônicos) • O ser receptor destas informações precisam estar em estado colinérgico. (parasimpaticotônicos).

Trabalho de Rupert Scheldrak
• Em seu livro “AS SETE EXPERIÊNCIAS QUE MUDARAM O MUNDO”

• Ele comprova a existência desta banda freqüencial e de como ela é usada para o aprimoramento e adaptabilidade das espécies

Resumo
• Somos seres cósmicos que possuímos uma gama imensa de minerais e metais. • Tudo na natureza oscila e vibra. • O que diferencia a matéria é a freqüência. • O ser humano é um acorde de freqüências. • Para interferir no âmago da matéria temos que entender, estudar e compreender a energia.

Tudo que somos está programado
• O DNA é uma grande receita de como somos e até do pensamos ser. • Só conseguimos ser ou fazer aquilo que estamos “pré destinados” para tal. • Só ficamos doentes das doenças que “sabemos” fazer. As que temos a receita. • Esta receita foi montada pela mente coletiva e cósmica. As probabilidades da função das ondas quânticas.

Tudo que somos está programado
• As ondas quânticas se movimentam mais rapidamente que a luz é um verdadeiro TÁQUION - (táquion significa “coisa que anda rápido”). • A onda quântica, em sumo é uma onda de probabilidade, que se move mais depressa que a luz e conecta nossas mentes com o mundo físico

As doenças são informações
• No nosso código genético está gravado inúmeras informações para doenças. Até algumas delas já são conhecidas pelo projeto genoma humano. • Só ficamos doentes das doenças que sabemos “fazer”. Se não tivermos a receita de como faz, não ficamos doentes.

Doença como entidade.
• As doenças foram nomeadas pelo pai da medicina (Hipocrates) como entidades nosológicas. Ele já entendia que a doença era uma entidade. Mais evoluída e mais inteligente que a própria vida. Pois ela sempre vence. Todos morreremos. • As doenças são arquétipos ancestrais.

Cronobiologia
• O estudo da cronobiologia humana, mais desenvolvida na França, traz a luz do conhecimento. Que logo que somos concebidos, temos um número determinado de replicagens celulares e em diferentes espaços de tempo, diferentes em cada órgão. Por exemplo.

Cronobiologia
• Se pudéssemos ver um corpo como ele realmente é, nunca veríamos repetir-se. 90% dos átomos do nosso corpo não estavam nele há 3 meses. De certa forma, a configuração dos órgãos permanece a mesma, conforme um projeto original. • A pele se renova a cada mês, o estomago troca seu revestimento a cada 4 dias.

Cronobiologia
• Os músculos, mais lentos a cada 4 anos, porém seus átomos são trocados a cada 3 meses. Assim como o tecido neurológico. • É como vivêssemos em um edifício onde os tijolos fossem trocados constantemente. • Aproveite esta renovação e se renove!!

Cronobiologia
• A cada replicagem, a cópia é feita pela última informação e não pela informação que tinha na concepção. Com o passar do tempo foram se perdendo informações pela força centrífuga. Resultado. Estamos cada vez mais incompetentes para mantermos a vida. Chegará um momento em que suportar o peso da existência será impossível. Acabaremos sucumbindo e caindo fora.

Cronobiologia
• Estudando a cronobiologia, percebemos que a divisão entre o que é vivo ou morto fica ilusório. As células do nosso corpo estão constantemente morrendo....para nos deixar vivos. Qualquer parte da nossa estrutura é apenas um estágio no constante reciclar de matéria que perduram por toda eternidade. O ciclo de reciclagem chamamos de vida e “caminhar” por esse ciclo chamamos de viver.

Cronobiologia
• Podemos pensar que a morte é algo horrível que nos espera após termos nascidos. Conheço pacientes que dizem odiar ter nascido, pois assim terão que enfrentar um dia, a morte. Quando na verdade cada segundo morrem partes do nosso corpo. Nosso revestimento do intestino grosso morre cada vez que passa o bolo fecal por ele. Se não morressem as colônias de bactérias “amigas” não teriam matéria para manter o ph ideal e assim tornar-se-iam nossas “inimigas” e nos atacariam e assim todo nosso corpo ficaria tomados por outras espécies de bactérias, que nos utilizariam para uma reciclagem completa.

Cronobiologia
• Seu corpo cria células vermelhas do sangue a uma taxa surpreendente de 2 a 3 milhões por segundo! Isso é um factóide pouco surpreendente, mas faz você pensar: se sua medula óssea é a criação de 2 milhões de células por segundo, ele está fazendo isso porque 2 milhões de células do sangue estão morrendo por segundo. Uma vez que uma unidade de sangue, armazenada, à espera de ser transfundido, é cerca de um décimo da oferta de uma pessoa de sangue total, o que significa que um décimo desse valor, cerca de 200.000 células vermelhas do sangue, estão morrendo a cada segundo.

Cronobiologia
• Se o sangue é armazenado por apenas uma hora, que é 72 milhões de células mortas. Não estou me sentindo muito real sobre coisa 2.000.000 mortos é bombeado para dentro do meu corpo. Qual é o número de células mortas depois de um dia? Uma semana? Quanto tempo antes de começar a apodrecer?

Cronobiologia
• Imaginem um homem cuja esposa o traiu. Este suposto homem gasta uma grande parte de sua vida, desde então, a se martirizar com lembranças deste fatídico episódio. Muitos momentos de sua vida, ele passa imaginando que o orgão genital dela foi penetrado por um outro pênis que não o seu, ou ainda que as mamas de sua mulher foi sugado pela boca de outro homem que não a dele ou de alguma criança faminta. Que tortura!!!. • Ora, aquela vagina fora trocada totalmente em 3 meses. Assim como o mamilo. Agora poderia pensar ele.... Está tudo novinho para mim novamente.

Cronobiologia
• Esta mama nunca fora sugada antes e a vagina nunca fora penetrada. Será???? • Cada átomo que temos já foi usado pelo universo há pelo menos 14 bilhões de anos. Já foi tantas vezes reciclado que pode ter sido de outra mama já usada para esta finalidade. • Ao ficarmos perto o suficiente de outras pessoas ou coisas, nossos elétrons saltam de nós e já não são mais nossos, e os fazem parte de outros agora são nossos. Será que somos nós ou somos outros.... Porque chamamos “indivíduos” que significa indivisível ou indivudual (de propriedade). Somos divisíveis e não somos de “nossa” propriedade.

Cronobiologia
• Ninguém é apenas a pessoa que vemos. Um indivíduo que traz dentro de si a história de todo o universo reciclado. Não só a parte material, bem como os sentimentos, emoções, conhecimentos, aspirações e anseios. Talvez seja por este motivo que quando olhamos para o céu estrelado a noite suspiramos, este suspiro é de quem sente saudade da casa onde nasceu. Toda matéria que esta em nós veio das estrelas, que cozinhou o hidrogênio e gerou todos os outros átomos que está em nós e em tudo que vemos e tocamos. Tudo já foi reciclado. Não há pensamento que ainda não foi pensado.

Barreira inter mentes.
• Feita pelo acorde perfeito da freqüência de quatro cátions - cobre - selênio - cobalto e cromo. • A perfeita harmonia freqüencial desta barreira reprime os arquétipos patológicos. • A quebra desta harmonia faz suscitar informações do nosso acervo informativo e aí sim ficamos doentes.

A que faz perder a harmonia desta barreira protetora.
• • • • • • • 1- fatores ambientais 2- nutricionais. 3- emocionais. 4- microbiológicos. 5- parasitas. 6- espirituais. 7- ecológicos.

Freqüência de alguns minerais
• • • • • • • Minerais tidos como nutrientes: cálcio - 4227 h potássio - 7665 h sódio - 589 h magnésio - 2852 h cobre - 3247 h ferro - 2483 h

• • • • • • • •

Selênio - 196 h manganês - 2795 h cromo - 3579 h cobalto - 2407 h molibdênio - 3133 h lítio - 6708 h zinco - 2139 h como percebemos toda matéria desde os elementos mais básicos tem freqüência. • Assim como toda matéria.

• • • • • • • • •

Metais tidos como tóxicos: alumínio - 3962 h antimônio - 2176 h arsênico - 1937 h berílio - 2349 h cádmio - 2288 h chumbo - 2170 h mercúrio - 2537 h níquel - 232 h.

• A conclusão é que a existência material é uma ilusão. É uma sensação criada por informações sensoriais e expressam apenas uma verdade relativa. • A sensação táctil de dureza e a própria existência é proporcionada pela densidade dos elementos que compõem os objetos e pela freqüência dos mesmos. • Lembrar que a matéria é feita de energia • Energia vibracional. • Energia oscilatória.

• A percepção da existência material de qualquer objeto é um atributo da consciência e não uma realidade de fato. • Como a mente é um instrumento da consciência. • Quanto mais consciente um ser, maior é sua percepção e consequentemente sua realidade. • A consciência é fruto dos sentidos.

Outros atributos do efeito luminoso
• A velocidade da luz em grande parte do universo é limitada em 300.000 km/s. • quando vemos um objeto, a luz re-emitida pelo objeto em questão, demorou um certo tempo para chegar aos nossos olhos, além do tempo que se gasta para os neurônios transmitirem a informação e o cérebro a interpretar. Quando temos consciência de uma informação ela já é passado.

Outros atributos do efeito luminoso
• Quando olhamos para nossa namorada que está separada de nós por 3 metros. Não a vemos como ela é e sim como ela era há 1 centésimo de milionésimo de segundo. (basta dividir a distância pela velocidade da luz para se ter o tempo recorrido). Eu sei que este tempo parece insignificante, mas quando se mede o tempo de astros que estão a 10 bilhões de anos luz daqui, vemos com era o universo antes mesmo de existir o sistema solar. É como se um filho olhasse para a avó antes de ter dado a luz a sua mãe.

Conclusão do que experimentamos aqui com esta consciência!
• O presente não existe. • O que existe é sempre passado. Mas que não volta. então não existe. • O futuro é uma perspectiva que poderá ou não se realizar. Portanto, ainda não existe. • Conclusão o tempo em si mesmo não existe, o que existe é uma interpretação do tempo.

Relatividade do espaço -tempo de Einstein
• Imagine um ventilador girando suas pás e marcando a cada volta. • Imagine câmeras fotográficas, colocadas a uma distância de 1 km da diferença entre elas, sendo que a primeira fique colada ao marcador, registrando o exato momento em que a pá passar pelo marcador na volta número 500.

• A foto deverá ser registrada simultaneamente o evento. • Quando a câmera 1 registrar a volta 500. A câmera 2 registrará uma volta anterior. Porque a luz demorou alguns instantes para chegar até ela. • Mais interessante é que para a câmera 2 o que ela está registrando é passado, porém é futuro em relação a câmera 3. Que no mesmo instante registrou a volta 498. • O tempo é relativo. Bem como o espaço.

• As ilusões criadas pela percepção!!!

• A palavra pecado tem sido incompreendida ao longo dos anos. Criada na língua grega antiga, ela significa errar o alvo. • Assim, pecar quer dizer perder o sentido da vida. Pecar significa não entender o que a vida é. • Pecar é não perceber que tudo é uma ilusão.

• 1- Realidade ! • Talvez seja a principal e a mais difícil de perceber que é uma ilusão, também é a que origina todas as outras ilusões, • A primeira vez que fiz curso de física quantica, o professor iniciou e passou o dia todo tentando me convercer de que eu e tudo mais não existia. • quando não percebemos que a realidade é uma ilusão perdemos todo sentido de experimentar a vida como foi concebida.

Vivemos no mundo de Maia ( a caixa das ilusões) ou das percepções ilusórias, e vai além, diz que a realidade é virtual, como num sonho. Pema Dorjee – Médico de medicina Tibetana.

• 2- CERTEZA! • Segundo o postulado da mecânica quântica, Werner Karl
Heisenberg ( nasceu em Würzburg em 5-12-1901 — morreu em Munique em 01-02-1976 ) foi um físico alemão. Foi laureado com o Nobel de Física e um dos fundadores da Mecânica Quântica .

• o que rege a existência é a incerteza.
• • • • • • • Tente trocar o é – sou – estou por: TALVEZ ME PARECE. Aquela grama É verde ! Eu sou bravo, Gisele é mais bonita que Raquel! Aquela grama me parece verde, Agora me mostro bravo! Gisele me parece agora mais bonita que Raquel

• 3- mortalidade !!!
– The Nature of Connciousness – Evan Harris Walker – Atlanta 1970.

• As sub partículas, comportam-se como se nascessem e morressem a cada instante. Ao surgirem, comportam-se como se estivessem nascendo (como se nunca houvesse existido) e ao desaparecerem, comportam-se como se estivessem mortas (não conseguimos mais perceber sua existência, novamente com a sensação de que nunca houvesse existido). • Conclusão: a vida e a morte é uma questão somente de percepção!

• 4- o espaço e o tempo !!!
– Eterno Presente – (Paul Louis Laussac) – O Espaço Tempo e Além – (Fred Alan Wolf)

• No mundo quântico existem possibilidades infinitas. • O tempo e espaço são conceitos que dependem do ponto de vista de um possível observador. • Passado, presente e futuro são vetores lineares que se projetam para um mesmo campo, unificando-se no que chamamos de AGORA, ou eterno presente. • Passado, presente e futuro são conceitos da nossa atual matrix existencial que nos confundem e nos separam da nossa eternidade e multidimensionalidade. • O Tempo é uma forma de vibração ou freqüência que se manifesta da mesma forma que a luz e o som. • Todos os Tempos estão acontecendo ao mesmo "tempo", ou seja, o que entendemos por passado, presente e futuro se "misturam" em nosso campo quântico de existência para além do tempo, onde não há tempo. •

• Porque podemos lembrar-nos do passado e não do futuro?

• Crenças e limitações impostas para que usemos apenas nossos sentidos físicos, mais uma vez nos "prendendo" no sistema da matrix de controle. • Vejam! Com nossas mentes somos capazes de ultrapassar limites físicos e mergulhar em outras realidades temporais, dimensionais e espaciais. Somos capazes de adquirir a consciência de outros "AGORAS" e descobrir a magnificência da própria concepção. • Esta concepção que ao contrario do que pensamos não impõe Leis e sim um sem fim de probabilidades. • Cada uma dessas probabilidades é o que poderíamos chamar de "realidades paralelas", ou melhor, "realidades simultâneas" das quais a nossa Presença do “Eu Sou” possui consciência permanente e também simultânea.

• Façamos uma analogia com a tecnologia da comunicação, por exemplo, quando ligamos nosso televisor poderemos assistir a uma partida de futebol, ou um telejornal, ou uma novela, ou um programa de fofocas dos famosos e assim por diante. Quando sintonizamos um canal, vivemos aquela realidade. Sabemos que existem outros canais, outras realidades acontecendo simultaneamente, mas naquele momento só podemos sintonizar um canal e sempre será assim um canal de cada vez. • Dessa mesma forma é "transmitida" coletivamente as informações da nossa matrix de realidade, que passam a ser captada e codificadas a partir dos nossos receptores (sentidos).



Quando a pessoa que esta assistindo TV muda de canal, também passa a contatar outra realidade, seja um filme, um noticiário ou um programa qualquer. • Passado, presente e futuro passam a ser canais de existência e projeções permanentes vindas de um estado onde tudo já existe, ao qual nominamos de não localidade ou singularidade. Ou seja, "24 horas no ar" transmissões simultâneas para todos. • • · Se todos os tempos estão acontecendo no eterno agora só que em diferentes realidades, como fica então o conceito de vida passada, vida futura e reencarnação?



A nossa visão limitada na forma (a matéria) nos faz acreditar que "entramos e saímos" de uma realidade ou dimensão cada vez que nascemos ou morremos, a esse processo chamamos de reencarnação. Pois para experimentar necessitamos de uma ferramenta (o corpo físico), mas na verdade, a partir dos conceitos quânticos e da realidade das singularidades, apenas "pulamos" de uma realidade para outra. Seguindo a analogia anterior, mudamos de canal. Existimos em todas as realidades simultaneamente. • O que somos (nossa alma) é um todo que pode se manifestar isolado para expermentar o todo. • Então se existimos ao mesmo tempo em todas essas realidades, em todos os tempos e dimensões como fica o conceito de karma?



A nossa vida "presente" não é o resultado especifico de uma existência anterior, mesmo afetando sim a nossa atual experiência. Por isso que desde este ponto de vista não existe divida Karmica. • O conceito do karma foi outra armadilha da matrix para nos manter preso ao tempo linear numa freqüência de culpa pelo que supostamente acreditamos ter feito no "passado" e medo pelo que poderemos fazer e que passe a afetar o nosso futuro. • No sentido quântico, este conceito de Karma está em dissintonia, que poderia ser apreciado como um desejo a ser realizado, idealizado antes da experiência de isolamento. • Lembrem que dentro dos "novo-velhos" conceitos quânticos vivemos num universo de probabilidades.

• •




• •

Em definitiva: Você contém na sua essência no seu ser Todas as experiências e os conhecimentos de outras realidades, sejam elas passadas ou futuras como acostumamos chamar. Essas informações se encontram codificadas em você no nível concreto de conhecimento, emoções, estímulos físicos, etc. Você é o resultado de tudo isso, a junção de todas essas realidades. Você as afeta como elas também afetam você. A nossa atual realidade é mais uma inter-relação com todas essas outras realidades que uma conseqüência da Lei de causa ou efeito.

• Com o surgimento da teoria da relatividade geral de Einstein o espaço e o tempo deixaram de ser absolutos, pois dependem do observador. • Paradoxo dos gêmeos: qdo um dos gêmeos viaja a uma velocidade próxima a da luz, o tempo passa mais devagar para ele. Se a sua velocidade for de 90% da velocidade da luz, o tempo passa 2,5 x mais devagar em relação a quem ficou na terra. • Se ele aumentar a velocidade para 99,99% da velocidade da luz, o tempo será de 70x mais devagar em relação a quem ficou na terra.

• Para atravessar a via láctea, a luz demora 100 anos, mas para o individuo que esta a 99,99% da velocidade da luz demora apenas 1,5 ano. • O que está errado? Parece que o individuo viajou mais rápido que a luz, indo contra a propria teoria da relatividade que diz que nada pode ser mais rápido que a luz. A verdade descoberta pela física é que o viajante nunca ultrapassou a velocidade da luz, ele continuou com 99,99% da velocidade da luz. Como isso é possível? • O espaço também é relativo, nesta velocidade o espaço se contrai.

• E se o viajante chegasse a 100% da velocidade da luz (300.000 km/s)? • A teoria da relatividade prevê que o seu relógio parará. ( o tempo deixa de existir) e não haverá mais distâncias entre qualquer corpo que constitui o universo. Assim o viajante poderá chegar a qualquer lugar instantaneamente. • Neste limite de velocidade tudo se torna o Absoluto, nele não existe tempo, nem passado, nem futuro. Na velocidade da luz tudo fica numa inseparável teia do eterno aqui e agora. • O tempo e o espaço não têm existência real. São simplesmente efeitos ilusórios.

• Não há dúvidas de que precisamos do corpo e do tempo para experimentarmos a existência forjada na Matrix, porém quando eles assumem o controle da nossa forma de experimentar, dá lugar a insatisfação e ao sofrimento

• Formas de usar o tempo, sem que ele pareça uma ilusão: • 1- sendo o momento presente apenas um meio para se alcançar algo que está no futuro. • 2- sendo nosso inimigo • 3- sendo um obstáculo a ser vencido. • Todas estas formas levam ao sofrimento!

• 5- O certo e o errado !!!
– The Double Helix – James Watson – New York – Atheneum 1968 – Ninguem está errado ou certo. Apenas o ego de alguem se manifestando.

• 6- A felicidade e a infelicidade.

• Em um nível que sentimos como matéria ( o mundo das formas) existe nascimento e morte, criação e destruição, crescimento e dissolução. • Podemos ver isso em tudo. Desde o ciclo de uma vida de uma estrela ou de uma galáxia, de uma flor, uma árvore, de pessoas, de impérios, civilizações. • Ciclos de lucros e perdas, ascensão e queda da bolsa de valores, • Ciclos de sucesso e fracassos. • Se não aceitamos estes ciclos (que são inevitáveis) o resultado é um só…. sofrimento. • É uma ilusão que o ciclo ascendente seja bom e o descendente seja ruim. A NÃO SER NO JULGAMENTO DA MENTE. Já que bom e ruim é também uma ilusão.

• O fracasso está sempre embutido no successo, assim como o sucesso sempre esta envolto pelo fracasso. • No mundo material todos um dia fracassam. O rico quando morre (que por si só já é considerado um fracasso) perde toda sua fortuna. Um dia mais cedo ou mais tarde todas as pessoas fracassam e toda conquista acaba em derrota. • Todas as formas são impermanentes. • Para não ser infeliz e sofredor precisamos saber que isso tudo que existe não é a sua vida e sim a sua situação de vida.

• A natureza cíclica de todas as formas está intimamente ligada a impermanência. • Lembre-se que a repetição também é uma ilusão. • É uma característica de cada circunstância, de cada situação, com que vamos nos deparar na vida. Elas irão se modificar, desaparecer ou deixar de proporcionar prazer. • Enquanto a mente julgar uma circunstância como “boa”, seja um relacionamento, uma propriedade, uma compra, um papel social, um título ou um diploma, um lugar ou um corpo físico, a mente esta apegada e identificada com a situação. Você pode se sentir bem com isso, mas nessa dimensão espaço temporal, isso não vai durar muito.

• Muitas vezes ouvimos casos de suicídio por causa de perdas financeiras ou de reputação, sao casos extremos, os que não se suicidam se tornam infelizes e doentes. • Outra forma de apego é o da beleza física e a luta contra os sinais naturais de envelhecimento e decaimento. Este apego as regras e rótulos do que é belo leva a infelicidade. Porque não se sentir que pode não estar dentro dos padrões de beleza da época (que também é mutável) mas belo espiritualmente. • Em língua Pali (dos ensinamentos de Buda) felicidade pessoal é dukka que significa também sofrimento e insatisfação. • Felicidade, infelicidade e insatisfação são as mesmas coisas separadas pelo tempo.

• 7- A imperfeição !!!
– Geometrodynamics – John Wheeler – New York – Academic Press, 1962.

• 8- a identidade !!!
Enmeshed cosmic, Neil Bohr, Dinamark university, 1947

• Não há um lugar específico onde realmente um corpo comece e onde ele termine. (Tompson)

• Para um indivíduo é uma libertação saber que ele não é a sua voz dentro dele mesmo. Quem ele é então? Ele é quem compreende isso. A consciência de estar representando é a libertação. • O pecado original que a religião cristã fala: É a perda da ligação com a origem, de estarmos interligados. Esse esquecimento criou o ego. • Reconheça o ego pelo que ele é: um distúrbio coletivo, a insanidade da mente humana. Muitas ações coletivas, se fossem feitas individualmente seria taxada de loucura.

• Compaixão – surge quando compreendemos que todas as pessoas sofrem do mesmo distúrbio mental. • Mesmo querendo a paz. Quando confrontados preferimos estar certos do que em paz. O ego é mais forte que qualquer convicção que você venha a ter.

• O ego é a ilusão de sermos separados. • O ego se acaba na experiência de morte. • Tudo que é “nosso”, “meu”, ou “eu” se acaba nesta hora. • Com a proximidade da morte se constata que nada que é exterior, nenhuma coisa, jamais correspondeu ao conceito de propriedade e tudo acaba sem o menor sentido.

• Querer tudo • Ser vitima • O ego é razão de todo sofrimento

• • • • • •

Corpo de dor – 2º Eckhart Tolle Como identificar É viciado em infelicidade Atrai tudo para satisfazê-lo Como tratar. Treinar a situação de quase morte

• Campo parasitário ou campo de dor é uma entidade autônoma, que vive dentro de quase 100% dos seres humanos, criada pela emoção forte, um trauma não resolvido e também alimentada por eles.

• Prefiro dizer campo parasitário, como foi criado por Hunecke quando fez tratamento a base de procaína para tratar doenças. • Terapia neural • O campo parasitário é uma energia criada para assumir o controle de uma situação. • igual ao parasita que assume o controle do peixe

• Lafferty estudava na ocasião um parasita chamado Euhaplorchis californiensis, que se apropria de moluscos comuns nas praias da região e, com eles, usa o corpo dos peixes. Até aí, nada demais. • A novidade, para Lafferty, é que depois de infectados pelo Euhaplorchis os peixes dão para nadar de maneira estranha, quase na superfície, e de lado, como se fizessem questão de serem vistos de longe pelas gaivotas, maçaricos e outras aves marinhas. O que eles ganhariam com isso? Trinta vezes mais chances de serem comidos antes dos outros. É assim que o parasita viaja por via aérea para outras praias, em busca de caramujos frescos.

• Parasita faz rato se sentir sexualmente atraído por gatos • Um parasita faz com que ratos se sintam sexualmente atraídos por gatos, descobriram cientistas da Universidade de Stanford, nos EUA. O Toxoplasma faz com que os ratos percam o medo ao sentir cheiro da urina de gatos para que assim eles se aproximem e possam ser comidos pelos gatos. O motivo? O parasita só se reproduz no intestino de gatos, então é essencial para ele chegar até o sistema digestivo felino.

• "Bem, nós vemos atividade em áreas que normalmente controlam como ratos machos respondem a fêmeas, então, é possível que o comportamento que nós vemos em resposta à urina do gato seja um tipo de atração sexual, ver atividade na região da atração é realmente bizarro". • A urina do gato funciona normalmente como repelente para os roedores, que mantêm distância de seus predadores naturais, nestes casos o parasita inverte este funcionamento, que passa da repulsão a atração!!

• Este é um exemplo do que é chamado de "manipulação hipnótica", na qual alguns parasitas alteram o comportamento do organismo hospedeiro para se beneficiar. Existem diversos exemplos deste fenômeno em insetos, mas os detalhes de como um pequeno protozoário como o Toxoplasma exerce controle sobre um organismo muito mais sofisticado como o rato é um mistério.

• O grupo primeiro determinou que o parasita infecta todo o cérebro, mostrando preferência pela área conhecida como amígdala, associada às emoções. Uma vez no cérebro, o Toxoplasma forma cistos a seu redor que conseguem transformar o medo em atração. "De alguma maneira, o Toxoplasma sabe mais da neurobiologia da vontade e do medo que nós, porque consegue alterá-la", ressalta o professor Robert Sapolsky, que também participou do estudo.

• Como isso, a carga parasitaria emocional criada por traumas não resolvidos, ocupa e domina a mente. • Esta carga parasitaria eletrônica fásica procura ressonância (como toda onda frequencial) – quer dizer alguém com uma carga parasitaria igual, podem começar a se relacionar para criarem sofrimento crônico, pode também se atrairem e criarem sofrimento agudo no caso de uma colisão entre veículos, p.e.

• Quando eu tinha 17 anos, li uma frase que era algo assim: “Se você viver cada dia como se fosse o último, um dia ele realmente será o último.” Aquilo me impressionou, e desde então, nos últimos 33 anos, eu olho para mim mesmo no espelho toda manhã e pergunto: “Se hoje fosse o meu último dia, eu gostaria de fazer o que farei hoje?” E se a resposta é “não” por muitos dias seguidos, sei que preciso mudar alguma coisa. • Lembrar que estarei morto em breve é a ferramenta mais importante que já encontrei para me ajudar a tomar grandes decisões. Porque quase tudo — expectativas externas, orgulho, medo de passar vergonha ou falhar — caem diante da morte, deixando apenas o que é apenas importante. Não há razão para não seguir o seu coração

• Lembrar que você vai morrer é a melhor maneira que eu conheço para evitar a armadilha de pensar que você tem algo a perder. Você já está nu. Não há razão para não seguir seu coração. • Steve Jobs, a lenda.

• 9- a repetição !!! Of Time and mind, Keith Floyd No. 10 - 1973 Já que no universo tudo mudo, nada se repete.

• 10- a indigência !!! A Quantum Mechanical Mind / Body Iteraction – Foundations of phsics p5 - 1975/ 159

• 11- o fracasso !!!

o budismo afirma que tudo na vida se interliga em uma grande rede.

• 12- O isolamento !!!
• A Teia Cósmica – (Fritjof Capra). • As Conexões Ocultas - (Fritjof Capra).

• 3/5 - Teoria "M" (Multiverso) a Física nos favoritos

• 13- a escassez !!!

• 14- a condicionalidade !!!

O amor deverá ser irrestrito, incondicional, sem regras, regulamentos e livre. The Love of God – Burton Golberg – Chicago 2006.

• 15- a ascendencia (superioridade) !!!

What you need to know about quantic way? NIH Publication No 37-1762 Berkeley CA 1991

• ascendência (superioridade) !!! A- queixar-se, assim como encontrar erro nos outros, ou assumir uma atitude reativa, fortalece o sentido da separação. Característica do EGO. Queixas sobre o transito, o clima, os políticos, cobiça, incompetência, o governo, o time, o cônjuge , os colegas de trabalho. Sempre nos leva a nos sentir superior. Quando reclamamos deixamos sub entendido que estamos certos e o contrario errado NADA FORTALECE MAIS O EGO DO QUE ESTAR CERTO. Lutamos sempre para termos razão. O EGO adora apontar falhas para mostrar que está certo.

• Precisamos apontar a falha dos outros ou das coisas para nos sentirmos mais fortes que somos. • Precisamos de uma platéia para nos aplaudir. • Estarmos certos nos coloca em uma posição de superioridade imaginária. • Quando criamos uma situação de vítima, também estamos tentando ser mais que o outro. Pois a sociedade valoriza a vitimez.

• 15- a avaliação !!!

The Scientific Validation of life reference Principle first of all Bruce Gaiduk – 1998

• 17- a censura !!!

oligoterapia
• Dr. Marco R. Marcondes. CRM 10569-Pr. • Médico

[email protected]

Sponsor Documents

Or use your account on DocShare.tips

Hide

Forgot your password?

Or register your new account on DocShare.tips

Hide

Lost your password? Please enter your email address. You will receive a link to create a new password.

Back to log-in

Close